Após aumento de todas as taxas, Parque do Rio Doce agora exige cartão de vacina na portaria

MARLIÉRIA – Após o aumento em mais de 100% nas taxas para visitantes no Parque Estadual do Rio Doce, agora, o Instituto Estadual de Florestas (IEF/MG) publicou em sua página na rede social, que desde o último dia 3 de março, a entrada no Parque só está permitida para os visitantes que estiverem portando o cartão de vacinação, constando vacina contra a doença febre amarela aplicada com, no mínimo, 10 dias de antecedência.

O IEF também esclareceu, que na entrada do parque, o visitante além de apresentar o cartão de vacinação contra febre amarela, também será necessária a assinatura de um Termo de Responsabilidade de Risco, no qual o visitante declara estar ciente que a área é considerada de risco para a transmissão da doença. O IEF só não explicou o aumento nas taxas para visitantes. (Foto IEF/MG)

 

Compartilhe em suas redes sociais

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *