Culto ecumênico na Usiminas reúne 500 pessoas

IPATINGA – A Usiminas realizou nesta quarta-feira (20) um culto ecumênico em ação de graças pelas conquistas de 2017 e em celebração ao Natal. A cerimônia presidida pelo padre Geraldo Ildeo e concelebrada pelo pastor Emerson de Oliveira reuniu aproximadamente 500 pessoas entre empregados, familiares e comunidade, no estacionamento coberto do Centro de Pesquisa da empresa, em Ipatinga.

O culto ecumênico proporcionou um momento de reflexão, agradecimento e projeções para o novo ano. “Que Deus nos conceda a graça de vivermos com mais dignidade em 2018 e que a Usiminas continue crescendo, para que possa atingir seus objetivos que é produzir aço e fortalecer cada um de seus colaboradores e suas famílias”, enfatizou o empregado Emerson de Oliveira.

A celebração volta a acontecer depois de mais de cinco anos. O retorno foi comemorado pelos empregados. Marco Antônio Wolff participou com a mãe, a esposa, também colaboradora da empresa, e a filha, que sempre teve curiosidade de conhecer o local onde os pais trabalham. “A gente apoia a iniciativa do retorno da celebração, e é uma grande oportunidade de trazermos nossa família para o nosso ambiente de trabalho, minha filha sempre quis vir aqui”, afirma.

Para o colaborador Flávio Gonçalves, “este momento é fundamental para pausarmos um pouco o profissional, o técnico, as cobranças e pensarmos em Deus, em tudo que Ele nos proporciona. A participação da comunidade é importante para que veja que a Usiminas é muito mais que aço, que aqui tem pessoas, nosso bem maior”.

O diretor executivo da empresa, Roberto Prosdocimi Maia encerrou com um agradecimento em nome do presidente, Sérgio Leite e toda diretoria. “A mensagem é de agradecimento a cada um dos nossos colaboradores pela dedicação e trabalho desenvolvido ao longo do ano de 2017. O Sérgio Leite pediu que voltássemos a realizar esta celebração, porque ele entende que em algum momento temos que parar para refletir e agradecer o muito que recebemos, e tenho certeza que isto só pode acontecer se colocarmos a figura de Jesus à frente, desta forma vamos conquistar um ambiente de mais paz, mais justiça que tanto estamos precisando”, afirmou Roberto Maia.

Para simbolizar o momento, uma árvore de Natal feita em aço por empregados da Usiminas, foi fixada no canteiro central, logo na entrada do prédio do Centro de Pesquisas.

Compartilhe em suas redes sociais

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *