terça-feira, março 5, 2024
CidadesDestaques

Copasa está com cem obras do Universaliza Minas em pequenas localidades

REDAÇÃO – A Companhia de Saneamento de Minas Gerais (Copasa) começou 2024 com cem obras no Universaliza Minas, programa concebido e lançado em 2023 para atingir a universalização do abastecimento de água e do saneamento nas concessões da companhia.

A partir do esforço e comprometimento de toda a equipe envolvida no programa, a Copasa chegou a este marco no mês de janeiro, com melhorias que irão garantir o saneamento básico a mais de 50 mil pessoas que vivem em pequenas localidades de Minas. Destas, 46 já foram concluídas, já beneficiando cerca de 24 mil pessoas. Outros 61 distritos, de municípios onde a empresa detém concessão, estão com obras em andamento.

“Com essas ações, buscamos romper uma cultura do passado, de atendimento apenas às sedes municipais, e levar a Copasa para pequenos distritos, localidades e zonas rurais dos municípios onde atua”, afirma o presidente da Copasa, Guilherme Duarte.

Abastecimento e saneamento universais

O programa Universaliza Minas foi desenvolvido para atender a uma reivindicação histórica da população que vive em distritos mais afastados dos grandes centros urbanos no estado. De acordo com o diretor de Operação da Copasa, Guilherme Frasson, o programa vem se expandindo a cada semana, seguindo a demanda e a parceria com os prefeitos das cidades onde a empresa atua. “A Copasa enxerga este programa como uma oportunidade de expansão do atendimento, rumo ao alcance das metas do Novo Marco Legal do Saneamento. Se o poder concedente quer que a Copasa amplie a sua área de atuação e a população dá a licença social para a empresa atendê-lo, não vamos deixar passar essa oportunidade”, destaca Frasson.

O Universaliza Minas é mais um dos esforços firmados pela Copasa para atingir as metas do Novo Marco Legal do Saneamento até 2033. Em sua área de atuação, a companhia já alcançou a marca de 99,4% dos imóveis com acesso à água tratada. O índice mineiro já supera as metas de universalização dos serviços trazidas pelo Novo Marco, que determina que 99% da população brasileira tenha acesso ao abastecimento de água até 2033.

A Copasa também atlcançou 75% de esgoto devidamente coletado e tratado, sendo que a meta estabelecida até 2033 é de 90%.

Apesar desses bons índices, a Copasa não atende todas as áreas dos municípios onde tem concessão e, por isso, vai ampliar sua atuação, cumprindo com o primeiro item de seu estatuto social, que é planejar, executar, ampliar, remodelar e explorar serviços públicos de saneamento básico, com vistas a contribuir para o bem-estar social e para a melhoria da qualidade de vida da população. “Já estamos com previsão de levar obras de saneamento a mais de 450 localidades mineiras e a diretoria de Operação está se estruturando cada vez mais, com núcleos de gestão de empreendimentos de pequeno porte para atender a essa crescente demanda de expansão, de forma mais célere, com o abastecimento de água e esgoto”, descreve Frasson.

“Além disso, a gente está ampliando também a nossa fiscalização, com contratos específicos, para as diversas regiões do Estado, para garantir a qualidade das obras e dos serviços que estão sendo implementados”, complementa o diretor de Operação da companhia.

Compartilhe em suas redes sociais

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *