quinta-feira, fevereiro 29, 2024
DestaquesEducação

Seminário de Educação Inclusiva em Timóteo defende ampliação das ações de inclusão

TIMÓTEO – Com a presença expressiva da comunidade, a Associação de Deficientes Visuais de Timóteo e Amigos, por meio do projeto CREIA (Centro de Referência em Educação Inclusiva Ativa), abriu o XIII Seminário de Educação Inclusiva na noite de terça-feira (31 de outubro). O evento abordou o tema “Por uma inclusão ampliada’ e teve continuidade nesta quarta (1º de novembro) com palestras sobre práticas inclusivas.

Na abertura, foi destacada o papel da escola no fomento do respeito às diferenças e em sua incorporação no ambiente educacional, de modo a atender às necessidades de todos os seus membros. “A proposta pedagógica de uma escola inclusiva adquire um significado mais profundo quando ela se torna parte integrante de uma instituição de ensino dinâmica, que valoriza as diferenças e se empenha na construção da cidadania no cotidiano”, citou a diretora do CREIA, Sandra Peri, que também é pedagoga.

A diretora frisa que as escolas devem ter esse comprometimento com a diversidade, se empenhando na elaboração de métodos de avaliação e na organização dos tempos e espaços de forma a respeitar as características diferenciadas de cada aluno e estimular suas potencialidades.  O XIII Seminário de Educação Inclusiva teve as parcerias da Secretaria de Educação, Cultura, Esporte e Lazer, Lions Clube de Acesita, Rotary Club de Acesita e Secretaria de Estado da Educação.

A apresentação contou com a participação especial da dupla sertaneja Duda e Isa Amorim, que despontaram no cenário nacional.

Durante o encontro, foi apontada a necessidade do Brasil ampliar os investimentos em educação inclusiva, para viabilizar a formação inicial e contínua de professores, incorporar metodologias, abordagens e estratégias de aprendizagem das diferenças e singularidades de cada estudante.

Este ano, a ADEVITA/CREIA lançou o Prêmio “Sandra Peri de Inclusão’ para homenagear pessoas e instituições que fortalecem o trabalho de inclusão. O seminário contou com a presença do prefeito Douglas Willkys, dos secretários de Saúde, Ana Paula Campos, e de Governo e Comunicação Social, Eduardo Morais, do presidente da ADEVITA, Alfredo Peri, da superintendência Regional de Ensino de Coronel Fabriciano, Edvânia de Lana Morais Andrade,  representantes do Rotary Club Acesita, José Oliveira, e do Lions Clube Acesita, Maria Raimunda Zeferino Rocha.

PRÊMIO SANDRA PERI DE INCLUSÃO

O Prêmio é uma homenagem anual a empresas (públicas, privadas, ONGs e OSCIPs) e personalidades (pessoa física e entes federados da União, Estado ou Federação), que tenham realizado trabalhos ou ações que mereçam especial destaque na inclusão de pessoas com deficiência, ou que sejam, elas próprias, exemplos de vida e superação. Foi concedido também o “Cerificado Amigo da Adevita”, para empresas e personalidades que tenham, no decorrer do ano, essencialmente apoiado a Associação através de parcerias e/ou serviços voluntários.

Receberam o prêmio Sônia Márcia Andrade, proprietária do Brasil Supermercados, que conta com 17 funcionários PCDs; e Lacy Lana Jaques, com atuação junto à APAE de Timóteo e apoio à ADEVITA. Os certificados foram concedidos à Maria Raimunda Zeferino, representado o Lions Clube de Acesita;  José Oliveira, do Rotary Clube Acesita; Dorival Galinari Martins, da empresa Valeinox; Ângela Godoi, do Grupo Grão; Maria Goretti Fernandes Vidigal Pena. Após a premiação, foi apresentado o teatro musical “O sol nasce para todos!”, produzido e interpretado por alunos do CREIA. A apresentação contou ainda com a participação especial da dupla sertaneja Duda e Isa Amorim, que despontaram no cenário nacional.

Palestras

O Seminário contou com as palestras “Práticas Inclusivas para Escolas Transformadoras”, ministrada por Cassiana Quintão “Amardiferentemente”, com palestra da Dra. Alessandra Oliveira;  o painel “A inclusão escolar e as práticas inclusivas: o que a experiência pode trazer para a formação de professores”; “Dicas de uma professora bilíngue” com a palestrante Renata Magaly; “A importância da prática das atividades do cotidiano” com a palestrante Genilce Sousa Alves; “O valor da educação musical” com a palestrante Elioenai do Carmo Souza;  “Concretizando a Aprendizagem”, ministrada por Deivia Mesquita Ribeiro Pinto; e , encerrando, “Faces da Inclusão: o lúdico como metodologia de ensino para alunos surdos”, com palestra de Tatiana Quites.

Compartilhe em suas redes sociais

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *