PMT anuncia fechamento da avenida Acesita para refazer obras na galeria do bairro Olaria

Obras realizadas em 2016 não foram suficientes para equacionar a situação. Novas escavações serão feitas até visualizar a galeria

TIMÓTEO – A Prefeitura Timóteo publicou comunicado na última semana, que a partir do próximo  dia 10 de janeiro, a avenida Acesita  será interditada no bairro Olaria sentido Serenata e Quintandinha. A interdição tem como objetivo realizar serviços de infraestrutura onde a pista apresenta afundamento. A PMT irá fechar uma nova fenda na galeria aberta após intervenções realizadas no governo do ex-prefeito Keisson Drumond.

O JBN teve acesso com exclusividade ao estudo que foi realizado pelo município de Timóteo no que diz respeito a obra executada na galeria do Córrego Timóteo e Timotinho, em 2016, nas divisas entre os bairros Olaria e Cruzeirinho. A concretagem das rachaduras que existiam dentro da galeria permanecem intactas, mas, com o afundamento no asfalto será necessário abrir no terreno para visualizar o que realmente está acontecendo.

Por meio de nota, a prefeitura de Timóteo confirmou na ocasião a existência de um monitoramento das condições de infraestrutura da galeria. Este monitoramento vem sendo feito desde meados de 2020.

Na ocasião, o município também confirmou que uma equipe técnica da secretaria de Planejamento fez incursões no local e constatou o deslocamento do maciço de terra sobre a galeria que canaliza o ribeirão Timóteo/Timotinho.

Apesar de não ter sido confirmado pela prefeitura, mas, diante das fotos e filmagens a que o JBN teve acesso, agora, o município está sendo obrigado a fechar a avenida Acesita para executar novas intervenções na galeria, nos mesmos moldes já realizadas em 2016.

Entenda o caso

A Avenida Acesita no Bairro Olaria foi obstruída no dia 13 de março de 2016, devido a uma cratera que se abriu após forte chuva no município. A obra passou por várias intervenções com recursos próprios.

Nas primeiras escavações, a cratera atingiu 15 metros de profundidade. Duas novas adutoras com uma extensão aproximada de 140 metros foram instaladas pela Copasa.

A galeria que corta a avenida Acesita estava repleta de rachaduras e não suportava escoar todo volume de água acumulada em período de chuva na cidade. A fuga de terra e galhadas obstruíram  uma das passagens de água da galeria.

O afundamento é percebido pelos motoristas. Veja o vídeo

 

 

Compartilhe em suas redes sociais

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *