segunda-feira, março 4, 2024
DestaquesPolítica

Consul esclarece sobre retomada das obras da nova loja no Bom Retiro em Ipatinga

IPATINGA – A Cooperativa Consul de Ipatinga reuniu a imprensa regional na tarde desta quinta-feira (20), para esclarecer a situação da obra da nova loja no bairro Bom Retiro, que está paralisada aguardando Alvará de Construção. Durante o encontro, o presidente da Consul, Adilson Suda, disse que a situação está resolvida com a extinção do processo em 23/12. A retomada da obra está prevista para reiniciar após a liberação do Alvará de Construção pelo município.

A nova unidade da cooperativa está sendo construída nas instalações do antigo estádio Rubens Martins Guerra (campo do Industrial), entre as avenidas Pero Vaz de Caminha e Fernando de Noronha, no bairro Bom Retiro. O espaço tem cerca de 6 mil metros quadrados.

Conforme Adilson Suda, pelo acordo, caberá à cooperativa solicitar um novo Alvará de Construção, e também, como compensação, realizar obras paisagísticas na avenida Pero Vaz Caminha, no lado da via onde se encontra a obra. “Em razão do acordo e após a extinção do processo contra a Consul e a Prefeitura de Ipatinga, movido pelo Ministério Público, iremos retomar o mais breve possível as obras desse importante empreendimento para o município. Estamos aguardando a prefeitura avaliar novamente o projeto da obra e revogar a Lei 4221/21 que trata da mudança de zoneamento e solicitar à Câmara Municipal a aprovação de uma nova lei e realização de audiências públicas com ampla publicidade para a comunidade”, disse Suda.

INÍCIO DAS OBRAS

A cooperativa contratou para a obra da nova unidade, um escritório de arquitetura urbanística para realizar o projeto da obra. Também contratou Estudo de Impacto de Vizinhança (EIV), além de todos os projetos, conforme legislação municipal vigente e também uma engenheira ambiental para catalogar e fotografar todas as espécies de árvores existentes na área. Foi encontrado somente espécies exóticas como: Oitis, Flamboyants e Leucena.

A Consul iniciou a obra visando realocar os empregados que trabalhavam na loja do Shopping Vale do Aço, preservando o sustento de mais de 100 famílias, fato que diminuiria o impacto econômico e social.

Compartilhe em suas redes sociais

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *