Prefeito de Ipatinga e secretários visitam Centro Integrado de Operações em BH

IPATINGA – Em Ipatinga, num momento em que inicia a implementação de novos projetos para aperfeiçoamento da estrutura de segurança pública, o prefeito de Ipatinga, Gustavo Nunes, realizou uma visita técnica ao Centro Integrado de Operações da Prefeitura de Belo Horizonte, nesta sexta-feira (21).

O chefe do Executivo ipatinguense foi recepcionado pelos vereadores belo-horizontinos Léo Burguês (líder de Governo) e Gilson Guimarães, além do secretário de Segurança Pública de Belo Horizonte, Genilson Ribeiro.

Na comitiva do prefeito estavam ainda o seu secretário de Governo, Roberto Soares, e o secretário de Segurança e Convivência Cidadã, Décio Camargos.

Organização e monitoramento

Inaugurado em junho de 2014, o Centro Integrado de Operações de Belo Horizonte (COP-BH) é um espaço estratégico de tomada de decisões. Vinculado à Secretaria Municipal de Segurança e Prevenção, reúne 13 instituições públicas (sendo sete municipais, cinco estaduais e uma federal) e uma da iniciativa privada, em sua Sala de Controle Integrado (SCI). Funcionando 24 horas por dia, nos sete dias da semana, o Centro de Operações atua no cotidiano da cidade, em grandes eventos e também em situações de catástrofes e crises, fazendo a gestão integrada e inteligente de problemas públicos de segurança, fiscalização, mobilidade, serviços urbanos, defesa civil, emergências em saúde, dentre outros.

A visualização de mais de 2.000 câmeras, distribuídas por toda a cidade – pertencentes à Guarda Civil Municipal de Belo Horizonte (GCMBH), à Empresa de Transportes e Trânsito (BHTRANS), à Polícia Militar de Minas Gerais (PMMG) e à Companhia Brasileira de Trens Urbanos (CBTU), dentre outros parceiros – permitem o compartilhamento de informações importantes para garantir da fluidez do trânsito e a segurança da capital. Além de grupos de combate à criminalidade, estão a postos no local equipes da Defesa Civil e SAMU.

Guarda Civil

Na oportunidade, Gustavo Nunes falou do Projeto de Lei enviado à Câmara na última quarta-feira (19) e que prevê a estruturação de grupamento com 50 guardas civis para atuar junto à população local. “Reforço mais uma vez que a Guarda Civil Municipal será de grande importância na preservação e proteção do patrimônio público e, quando necessário, em apoio às forças policiais, poderá também auxiliar em ações de segurança em favor da população. Este projeto sempre foi ventilado em várias campanhas políticas. Contudo, nunca saiu do papel. Mas meu governo abraçou de fato a causa e estamos prontos para dar início à prestação desse serviço”.

 

Compartilhe em suas redes sociais

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *