PM e PMT apertam o cerco contra som alto em bares, restaurantes e similares na cidade

TIMÓTEO – O descumprimento de decreto municipal que flexibilizou as atividades de bares, restaurantes e lanchonetes aliado a aglomeração de público e a perturbação do sossego com som alto em alguns estabelecimentos comerciais de Timóteo motivou a realização de uma reunião entre representantes da Prefeitura e da 85ª Cia de Polícia Militar. O objetivo é alinhar e intensificar as ações contra essas irregularidades.

O encontro foi feito na sede da 85ª Cia PM na tarde desta quinta-feira e contou com a presença do comandante da corporação, Major Werner, dos secretários Fabrício Araújo (Procuradoria-Geral) e Hiler Félix (Desenvolvimento Econômico e Turismo), além do coordenador de Fiscalização, Silvio dos Santos. Na oportunidade foram pontuadas algumas atividades para tentar minimizar o desrespeito aos protocolos sanitários.

O procurador-geral Fabrício Araújo explicou que a migração da onda roxa para a vermelha e, posteriormente, para amarela trouxe preocupação com a flexibilização que, em algumas situações, têm acarretado em prejuízos para a comunidade. No último fim de semana, por exemplo, foram identificadas pela Fiscalização do Município a perturbação do sossego por causa de som alto e aglomeração de pessoas no distrito de Cachoeira do Vale e no Bairro Bromélias.

Dessa forma, o Município reforçou junto à PM a necessidade de gerir essas ocorrências em conjunto para minimizar o problema e evitar ameaças aos fiscais. “Muitas pessoas ainda não entenderam que não voltamos à normalidade e Timóteo decidiu manter algumas restrições até que a maioria da população esteja vacinada”, explicou o procurador-geral.

O comandante da PM no Município, Major Werner, por sua vez enfatizou que a flexibilização estimulou muita gente a extrapolar por causa do longo período de cerceamento das atividades e do convívio social. Em contrapartida, ele sugeriu que os problemas fossem elencados para uma atuação pontual o que será feito a partir do próximo fim de semana. “Não vejo dificuldades em viabilizar essa ação de apoio à Fiscalização. Estamos à disposição da Prefeitura”, resumiu o oficial da PM.

Desse encontro ficou acertado o estabelecimento de uma linha direta da Fiscalização da Prefeitura com a PM e o reforço da fiscalização com mais agentes para coibir aglomerações e som alto em bares, restaurante e similares.

 

Compartilhe em suas redes sociais

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *