Parceria com BrazilFoundation beneficia mais de mil pessoas na bacia do Rio Doce

REDAÇÃO – Gerar renda, apoiar o empreendedorismo e agregar valor aos produtos e serviços. Esses foram os objetivos da parceria firmada entre a Fundação Renova e a BrazilFoundation, que beneficiou mais de mil pessoas por meio do apoio a 23 projetos de geração de renda nos estados de Minas Gerais e Espírito Santo.

A partir da parceria, 100% dos projetos apoiados implementaram melhorias em sua infraestrutura, além de outros resultados significativos. Em mais da metade deles houve aumento no volume de vendas e consumidores (58%), mais diversificação de produtos e serviços (56%), criação de novos postos de trabalho (55%), aumento na renda dos participantes (53%) e aumento da produção (52,5%).

“A parceria nos trouxe uma convicção de que, quando as pessoas são apoiadas para melhorar seu processo produtivo e obtêm ferramentas para implementar essas mudanças, elas conseguem dar um passo adiante e consolidar seus negócios”, afirma o analista de Economia e Inovação da Fundação Renova, André Mapa.

Ao todo, a Fundação Renova investiu mais de R$ 1,1 milhão em iniciativas ao longo da bacia do rio Doce, na parceria iniciada em 2019 e finalizada em dezembro de 2020.

O trabalho foi dividido em dois ciclos. No primeiro, de janeiro de 2019 a setembro de 2020, foram apoiados 13 projetos em seis municípios: Governador Valadares, Ipaba, Tumiritinga, Resplendor e Sem-Peixe, em Minas Gerais, e Baixo Guandu, no Espírito Santo. No segundo ciclo, de julho de 2019 a dezembro de 2020, foram mais dez projetos em sete municípios: Aimorés, Itueta, Resplendor, Conselheiro Pena, Iapu e São Domingos do Prata, em Minas Gerais, e Baixo Guandu, no Espírito Santo.

O principal desafio para o desenvolvimento dos projetos foi a pandemia da Covid-19, que provocou um quadro de incertezas e inseguranças na economia. O cenário trouxe muitos desafios e acabou evidenciando a relevância dessas iniciativas na ampliação das oportunidades de trabalho e renda para famílias envolvidas.

“A grande contribuição dessa parceria foi apoiar esses grupos para que eles fortalecessem sua autonomia nos processos produtivos e de geração de renda”, diz o analista da Fundação Renova.

Confira os principais resultados do 2º ciclo: Minas Gerais

O projeto Espaço Estético Itinerante, desenvolvido em Baixo Guandu e que também recebeu alunas dos municípios vizinhos de Aimorés e Itueta, oferta cursos gratuitos de depilação e design de sobrancelhas, possibilitando que pessoas desempregadas ou de baixa renda possam aprender um novo ofício e gerar renda a partir do seu próprio trabalho.

Apoiado por meio da parceria, o projeto aprimorou a infraestrutura para oferecer formação profissional a mulheres da região. Salões de beleza de municípios vizinhos, inclusive, buscam mão de obra de mulheres formadas pelo projeto. Ao todo, 86 pessoas foram diretamente beneficiadas.

Já a loja Mãos e Arte, da Fundação Monique Leclercq, em São Domingos do Prata, precisava de reparos gerais em sua estrutura física e tinha um alto custo com energia elétrica, o que dificultava a comercialização de produtos perecíveis devido ao valor necessário para manter os equipamentos de conservação.

Com o projeto, foi realizada a reforma de todo o espaço da loja a fim de melhorar o acondicionamento e a exposição dos produtos, para permitir uma maior capacidade de atendimento. A instalação de placas solares diminuiu em 80% o valor da tarifa de energia e a aquisição de equipamentos de conservação e mobiliário adequado possibilitou a inserção de novos produtos perecíveis. Ao todo, 51 pessoas foram diretamente beneficiadas e a receita da loja contribui para a manutenção de uma obra social que cuida de cerca de 300 crianças.

Confira os demais projetos e resultados dos dois ciclos da parceria aqui.

Espírito Santo

O projeto Embalando Oportunidades, da Associação dos Pequenos Produtores de Alto Bananal (APPRAB), em Baixo Guandu, trabalha com produção e embalo de quiabo.

Antes do projeto, o espaço onde era feito o processo de embalagem dos quiabos precisava de melhorias. Os produtos eram comercializados em caixas a granel, com durabilidade de apenas cinco dias, e não havia o processo de seleção de beneficiamento do quiabo. Atualmente, o espaço é adequado para o processo de embalagem e ganhou um refeitório.

Com a implementação do processo de seleção e beneficiamento do produto, houve aumento da durabilidade do alimento de cinco para dez dias, possibilitando o alcance de novos mercados. Além disso, o incremento do preço pode chegar até 75% do praticado antes do início do projeto e gerar aumento de renda. Ao todo, 32 pessoas foram diretamente beneficiadas.

Confira os demais projetos e resultados dos dois ciclos aqui.

Sobre a BrazilFoundation

A BrazilFoundation é uma organização internacional, com sedes em Nova York e no Rio de Janeiro, com atuação independente, com o objetivo de mobilizar recursos para ideias e ações que contribuam para promover igualdade, justiça social e oportunidade para os brasileiros. A BrazilFoundation busca doadores individuais e parceiros institucionais para a apoiarem.

Ao longo de 18 anos de experiência em mapear, selecionar, apoiar e capacitar organizações sociais, a BrazilFoundation percebeu que organizações pequenas e de médio porte têm muita dificuldade de acessar recursos estratégicos, que visem melhorar sua gestão e acelerar seu crescimento.

Sobre a Fundação Renova

A Fundação Renova é uma entidade de direito privado, sem fins lucrativos, constituída com o exclusivo propósito de gerir e executar os programas e ações de reparação e compensação dos danos causados pelo rompimento da barragem de Fundão.

A Fundação foi instituída por meio de um Termo de Transação e de Ajustamento de Conduta (TTAC), assinado entre Samarco, suas acionistas Vale e BHP, os governos federal e dos estados de Minas Gerais e do Espírito Santo, além de uma série de autarquias, fundações e institutos (como Ibama, Instituto Chico Mendes, Agência Nacional de Águas, Instituto Estadual de Florestas, Funai, Secretarias de Meio Ambiente, dentre outros), em março de 2016.

Compartilhe em suas redes sociais

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *