Ipatinga é uma das primeiras cidades de Minas a duplicar leitos de UTI-Covid na Onda Roxa

IPATINGA – Com o aumento dos casos graves de pessoas com Covid-19 no Brasil, estados e municípios, há uma busca generalizada por leitos disponíveis em Unidades de Terapia Intensiva. Diante deste quadro alarmante, em Ipatinga, as soluções que o governo municipal está viabilizando para resguardar a saúde da população é a implantação de 20 novos leitos de UTI-Covid no Hospital de Campanha, oito de Semi-UTI e outros 34 novos leitos de enfermaria Covid no Hospital Municipal Elaine Martins (HMEM), empregando recursos próprios numa locação emergencial. A iniciativa coloca Ipatinga entre as primeiras cidades de Minas Gerais a dobrar o número de Unidades de Terapia Intensiva, passando de 20 para 40 leitos de UTI’s na rede pública: algo que exigiu também uma ágil e eficaz gestão política.

De acordo com o prefeito Gustavo Nunes, “estamos governando com o firme propósito de fazer o melhor possível para a população de Ipatinga. Alguns desses novos leitos já estão em funcionamento, e tendem a desafogar o sistema de saúde do município. E é bom destacar que muitos servidores, assim como parceiros de nossa administração, trabalharam e ainda trabalham de forma incansável para que isso esteja sendo possível. Houve um empenho descomunal, inclusive no último final de semana. Assim é que os equipamentos novos que adquirimos numa conjuntura de completa escassez no mercado chegaram tão rapidamente e, agora, estamos finalizando também o projeto de montagem de tendas na área externa do Hospital Municipal, para disponibilizar uma estrutura especial capaz de fazer frente ao aumento da demanda de enfermos, muitos deles vindos de cidades vizinhas”, enfatizou.

O prefeito ainda acrescentou: “A situação é grave em todo o Brasil e não é o momento de baixarmos a guarda. Vamos continuar fazendo tudo que estiver ao nosso alcance, como cidade-polo do Vale do Aço, para diminuir os índices alarmantes da Covid em nossa região”.

Compartilhe em suas redes sociais

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *