domingo, fevereiro 25, 2024
DestaquesMeio Ambiente

Instituto Estadual de Florestas (IEF) reabriu parques estaduais com novas regras durante a pandemia

Redação – Unidades de conservação administradas pelo Instituto Estadual de Florestas (IEF), aptas a receber visitantes, vão reabrir as portas a partir desta quarta-feira (03/02). A medida ocorre em consonância com a atualização para a terceira fase do Programa Minas Consciente, do Governo Estadual, ferramenta responsável por balizar o retorno de atividades econômicas, sociais e culturais em Minas durante a pandemia. O funcionamento durante o carnaval ainda está em análise pelo IEF e Comitê Extraordinário Covid-19.

A reabertura de parques estaduais e demais unidades, no entanto, seguirá protocolos sanitários para evitar a propagação da Covid-19. As regras foram definidas pela Diretoria de Unidades de Conservação do IEF, junto ao Comitê Extraordinário Covid-19 do Executivo Estadual. Atualmente, o IEF gerencia 93 unidades de conservação no Estado.

FUNCIONAMENTO

Na nova etapa do Minas Consciente foi autorizado o funcionamento dos serviços não essenciais, entre eles atividades turísticas, eventos, atrativos culturais e naturais, quando macrorregiões e microrregiões estiverem inseridas na onda vermelha. Anteriormente, o funcionamento só era autorizado quando as regiões em que as áreas de reserva natural estivessem nas ondas amarela e verde.

A partir de agora, as ondas vermelha, amarela e verde do Minas Consciente não serão mais utilizadas para segregar o funcionamento das atividades. Ou seja, todas as atividades poderão funcionar, em qualquer das ondas. Haverá alteração somente no nível de funcionamento. No caso da visitação nas unidades de conservação, haverá a limitação da capacidade, sendo previsto 50% da capacidade na onda vermelha, 75% na onda amarela e 100% na onda verde, considerando a microrregião ou as deliberações municipais, caso sejam mais restritivas.

No caso das unidades com grutas, em que há visitação estruturada, serão adotados, também, critérios de limitação do número de pessoas que terão acesso às cavidades. Outros cuidados que devem ser adotados por quem visitar as unidades de conservação são: uso de máscara de proteção individual cobrindo a boca e o nariz, dispor do seu próprio álcool em gel 70% para higienização das mãos, evitar locais com aglomerações, manter o distanciamento físico de no mínimo dois metros de pessoas que não integram o núcleo familiar e levar a própria garrafa de água.

MUDANÇAS

A alteração no programa Minas Consciente foi anunciada em 27 de janeiro, em função do início da vacinação no Estado. Todas as mudanças foram feitas com o aval do Comitê Extraordinário Covid-19, do Executivo Estadual, e da Secretaria Estadual de Saúde. As orientações detalhadas podem ser acessadas neste link.

Compartilhe em suas redes sociais

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *