Fora da Onda Roxa, Ipatinga publica decreto autorizando a reabertura do comércio

IPATINGA – Com a confirmação do Governo do Estado de liberação do município de Ipatinga da Onda Roxa, após nova análise de indicadores epidemiológicos locais e outras providências importantes de combate à Covid-19 por solicitação do prefeito Gustavo Nunes, o chefe do Executivo estabeleceu por meio de decreto publicado nesta sexta-feira (23), no Diário Oficial, um novo protocolo de normas a ser cumprido na cidade a partir deste sábado (24).

O documento confirma a autorização para funcionamento de todos os setores classificados como não essenciais e especifica em detalhes os diversos segmentos que poderão ter suas atividades flexibilizadas. De qualquer modo, devem ser seguidos protocolos sanitários e observadas regras básicas de proteção contra a pandemia, como uso de máscaras, álcool gel e medição de temperatura corporal, entre outras.

O prefeito Gustavo Nunes reafirmou que as medidas de estruturação adotadas na saúde e com foco principal no combate à Covid-19 foram fundamentais para que o município obtivesse êxito em suas ponderações junto ao Estado e consequentemente pudesse resguardar neste momento um amplo leque de setores da economia.

“Desde que o Governo Estadual ordenou aos municípios, de forma impositiva, esse rígido padrão de medidas restritivas, Ipatinga trabalhou ainda mais intensamente para reverter os níveis de contaminação e ainda socorrer os doentes com o melhor nível de atendimento. Em tempo recorde, inauguramos o Hospital de Campanha e o Centro Especializado de Atendimento à Covid (CEAC), o que nos possibilitou um enorme salto de qualidade na saúde do município. E isso nos permite hoje publicar o decreto que flexibiliza o funcionamento do comércio”, disse.

FUNCIONAMENTO

De acordo com o decreto publicado, todos os setores comerciais voltarão a funcionar já a partir deste sábado (24), porém com apenas 50% da capacidade de operação e atendimento do público.

Os clubes também estarão aptos para o funcionamento, seguindo as mesmas regras, ficando vedado apenas o uso de sauna e salão de jogos. Os bares, restaurantes e lanchonetes deverão encerrar suas atividades presenciais às 21h e estar com o ambiente fechado e esvaziado até às 22h. Após o horário determinado, os estabelecimentos poderão continuar atendendo apenas no sistema delivery.

O chefe do Executivo ressaltou que, numa conjuntura desafiadora e de extrema gravidade em relação à saúde pública, que tem exigido que o poder público se desdobre para proteger vidas, priorizando investimentos em pessoal, insumos e equipamentos, o governo tem feito também o máximo para impedir o colapso da economia. “Contudo, não é o momento de relaxar e precisamos muito da ajuda de todos os comerciantes e dos consumidores. A fiscalização continuará ativa, para fazer cumprir as normas agora editadas”, frisou.

“Seguimos atuando em diversas frentes, visando conter o avanço do vírus, proteger a população das contaminações e também tratar os doentes. Ampliamos a cobertura vacinal, reestruturamos a rede de atendimento, intensificamos as campanhas voltadas para o respeito aos protocolos sanitários e estamos nos esforçando para manter a fiscalização atuante. Se cada um fizer a sua parte, haverá a redução de potencial transmissibilidade. Essa deve ser a busca de todos, para que não retrocedamos”, observou o prefeito.

Compartilhe em suas redes sociais

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *