Alunos do Colégio São Francisco Xavier aprendem a fazer biofertilizante para horta da escola

Projeto promove a conscientização ambiental e ainda estimula hábitos saudáveis com o cultivo de produtos plantados pelos próprios alunos 

IPATINGA – O Dia Mundial do Meio Ambiente (5 de junho) será celebrado neste ano com uma importante conquista de aprendizagem para estudantes do Colégio São Francisco Xavier, em Ipatinga. Com a orientação da equipe pedagógica do CSFX Integral e da equipe de Manutenção da escola, os alunos aprenderam a fazer um biofertilizante via sistema de compostagem do Colégio. Participam do projeto alunos da Educação Infantil ao Ensino Fundamental (4 a 14 anos), que fazem parte do CSFX Integral.

O biofertilizante é um adubo orgânico líquido que contém organismos e nutrientes que melhoram a saúde das plantas, deixando-as mais resistentes ao ataque de pragas e doenças. O material líquido é resultado da fermentação de resíduos orgânicos e nutrientes em água.

A responsável pelo CSFX Integral, Maíra Andrade, explica que a produção do biofertilizante é realizada de forma simples. “Iniciamos o processo com a separação do lixo úmido do lanche dos alunos, ou seja, o que não pode ser reciclado. Ele é colocado em uma primeira caixa do sistema de compostagem, juntamente com outros resíduos orgânicos como folhas, casca de banana, caules e cascas de ovos. Na composteira é realizado o processo controlado de decomposição que vai gerar o biofertilizante líquido e também o adubo”, explica.

O produto já começou a ser utilizado na horta do CSFX. Em um borrifador é adicionada uma quantidade do biofertilizante para 10 quantidades de água e a solução é borrifada na horta. De acordo com Walassy de Souza Silverio, supervisor de manutenção da FESFX, o biofertilizante é um produto que traz benefícios e não agride a natureza. “Ele é decorrente de uma prática sustentável. É um produto orgânico, onde são usados restos de alimentação dos alunos. Além disso, é mais saudável, fortalece as plantas, garante maior resistência ao ataque de pragas e melhora a produtividade. Isso sem falar na economia, já que é mais barato que os fertilizantes artificiais”, comenta.

Horta

A educação ambiental faz parte das atividades escolares dos alunos do Colégio São Francisco Xavier Integral. Um exemplo prático é a horta escolar. Com orientação dos professores e monitores, os alunos plantam e cultivam diversos alimentos como alface, hortelã, banana, mexerica, ora-pro-nóbis, couve e muito mais. Os alunos também alimentam pequenos animais como patos e galinhas polonesas com as hortaliças colhidas.

Para Maíra Andrade, a atividade tem gerado importantes resultados. “Ela é essencial para o desenvolvimento da coordenação motora dos alunos e trabalha, desde cedo, hábitos de uma alimentação saudável, permitindo que os alunos conheçam na prática sobre seres vivos e tenham contato com a natureza”, disse.

Além do cultivo convencional de alfaces, a equipe do Integral e da Manutenção do CSFX construiu uma estrutura para cultivo hidropônico de alfaces, reutilizando a água do ar-condicionado.

Receitas

Tudo que é colhido na horta é consumido pelos alunos e seus familiares. As hortaliças e frutas são enviadas para casa dos alunos juntamente com uma receita saudável.

Os alunos também já estão preparando receitas com ingredientes colhidos na horta. Como parte de uma atividade de socialização e de incentivo à alimentação saudável, os alunos do Integral fizeram um bolo funcional de banana na cozinha experimental do CSFX.

Compartilhe em suas redes sociais

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *