Covid-19: Sodalício Tio Questor não tem foco de contaminação, afirma Secretária de Assistência Social de Timóteo

A lavanderia funciona em um prédio distinto da instituição de acolhimento, com as entradas independentes.

Timóteo – A secretária municipal de Assistência e Desenvolvimento Social de Timóteo, Rosanna Borges, afirmou nesta segunda-feira (20) que é infundada e inverídica a suspeita de que o Sodalício Tio Questor estaria passando por um surto de contaminação por Covid-19. A afirmação foi feita pelo fato de que dois idosos recém-admitidos no Sodalício Tio Questor vieram a óbito.

Ela citou que os dois eram portadores de comorbidades e estavam internados há algum tempo. “Não se pode afirmar que eles foram contaminados no Sodalício”, reiterou Rosanna Borges.

Um dos pacientes, um senhor de 71 anos, era diabético. Ele foi admitido em 24 de junho e apresentou um laudo médico com resultado negativo para Covid-19, atestando que estava apto a ser abrigado no Sodalício Tio Questor. O senhor veio a óbito no dia 8 de julho.

A outra paciente, uma senhora de 85 anos, sofria de hipertensão, imunodeficiência cardíaca, alzheimeir, doença pulmonar crônica. Ela foi admitida no Sodalício no dia 2 de junho, sendo avaliada pela médica da instituição no dia seguinte. Ela veio a óbito nesta segunda-feira (20), após passar 15 dias internada em instituição hospitalar da região.

A secretária de Assistência Social, Rosanna Borges Moura

Exames – Todos os internos e servidores do Sodalício foram testados para o novo coronavírus no último dia 11 dando negativo para todos os exames coletados. Nesta segunda-feira (20) uma nova rodada de exames foi realizada junto aos internos e funcionários.

Rosanna Borges lembrou que desde o início da pandemia, em março, a instituição adotou várias ações preventivas como a suspensão de visitas – o contato dos internos com familiares se dá por meio remoto ou telefone; foram feitas várias convocações de profissionais da área de enfermagem (aprovadas em processo seletivo) para repor quadro; além da disponibilização de insumos e equipamentos de proteção individual para os funcionários. Ela mencionou que todos os idosos que precisam sair para consulta médica ou procedimento em unidade de saúde, ao retornar ficam em isolamento para não contaminar os demais internos.

Lavanderia

Quanto a lavanderia do Sodalício Tio Questor, em funcionamento desde quando a instituição funcionava no bairro Limoeiro, a secretária Rosanna explicou que no bairro Primavera a lavanderia funciona em um prédio distinto da instituição de acolhimento, com as entradas independentes. “O local não representa risco à saúde dos internos”, atestou Rosanna Borges reiterando que a lavanderia do Sodalício não lava roupas de cama do Centro de Referência à Covid-19 (João Otávio), nem tampouco da UPA Geraldo dos Reis Ribeiro.

 

 

Compartilhe em suas redes sociais

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *