Romeu Zema assinou nesta terça-feira (4) ordem de serviço para retomada das obras da MG-760

Marliéria (Fotos PCReis) – O governador Romeu Zema assina nesta terça-feira (4), em Belo Horizonte, uma nova ordem de serviço para a continuidade das obras de melhoria e pavimentação de 40 quilômetros na rodovia LMG-760. A obra vai melhorar o fluxo entre as BRs 262 e 381, facilitando o acesso aos territórios Mata e Vale do Aço e incentivando o turismo regional. A previsão de investimento é de R$ 128 milhões, recursos destinados pela Fundação Renova, dinheiro da compensação da tragédia de Mariana.

Obras

Nesta terça-feira, conforme anunciou o governo estadual, serão destinados R$ 140 milhões para a retomada das obras de pavimentação dos 40 quilômetros da LMG 760, rodovia que liga São José do Goiabal (entroncamento da BR 262) ao Parque do Rio Doce. A ordem de início será dada nesta quarta-feira (5/8).

Os 18 quilômetros restantes da ligação até o município de Timóteo também serão pavimentados. Este trecho não faz parte do acordo, mas a ordem de início para as obras ocorrerá de forma simultânea, com recursos que o Governo de Minas obteve junto ao BNDES.

Pelo acordo firmado, também haverá obras na Estrada do Bispo, como é conhecida a rodovia (AMG 900) que liga o entroncamento da LMG 760 a Marliéria, paralisadas em 2011. Serão 9 quilômetros de pavimentação e outros 7 quilômetros de melhorias em trecho já pavimentado.

As obras beneficiarão direta ou indiretamente todos municípios da Região do Vale do Rio Doce, que possui uma população superior a 1,7 milhão de habitantes. A previsão é a de que os trabalhos sejam concluídos em 2022.

No trecho de 52 quilômetros da LMG-760, entre São José do Goiabal e Cava Grande, distrito de Marliéria, além da retomada do asfaltamento a partir de Santo Antônio da Mata, distrito de Marliéria, está previsto o reforço das pontes sobre Ribeirão Sacramento e sobre os Rios Mombaça e Santa Rita, além de construção da passagem inferior e desvio na interseção com a BR-262.

MOVIMENTO MG-760 Asfalta Já

Para os coordenadores do Movimento MG-760 Asfalta Já, Ernani Bitencourt  e Paulo César Reis, a pavimentação da estrada representa para a região “muito mais do que a interligação entre o Leste mineiro e a Zona da Mata”. “Representa o início de um novo ciclo para toda essa região e uma nova fase de desenvolvimento e prosperidade. Para eles, o turismo, principalmente no Parque Estadual do Rio Doce, será beneficiado, oferecendo oportunidades mais seguras para que todos possam conhecer o maior parque natural de Minas Gerais”, disseram.

Os coordenadores lembraram ainda que dos 28 municípios do Vale do Aço, dos mais de 140 municípios da Zona da Mata, que a melhoria da LMG-760 significa trazer oportunidades em um momento de crise, onde população tem de se desdobrar para superá-la. “E nós podemos superar através do trabalho e da ajuda do governo do Estado e dessa grande esperança que a Fundação Renova está nos dando”.

AGRADECIMENTOS

Além da Fundação Renova, que está colocando dinheiro neste empreendimento, os coordenadores do Movimento MG-760 Asfalta Já, lembram da importante participação da deputada Rosângela Reis e do deputado Celinho do Sinttrocel para a retomada das obras; do governador Romeu Zema, que proporcionou a realização do acordo junto a Fundação Renova para liberação dos recursos “na direção da nossa estrada”.

 

Compartilhe em suas redes sociais

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *