Presidente Bolsonaro participa da cerimônia de retomada do alto-forno1 da  Usiminas

Em seu discurso de inauguração do Alto-Forno 1, Bolsonaro criticou a imprensa. “O dia que eu for elogiado pela imprensa, pode ter certeza que o Brasil está indo mal”.

Ipatinga – A chegada do presidente Jair Messias Bolsonaro a Ipatinga (MG) reuniu muitos apoiadores na manhã desta quarta-feira (25). O presidente acompanhado do governador de Minas Gerais, Romeu Zema e do presidente da Usiminas Sergio Leite, participou da cerimônia de retomada do alto-forno1 da  Usiminas. O equipamento produz o ferro-gusa, etapa inicial do processo siderúrgico.

O alto-forno foi desligado em 24 de abril por queda na demanda por aço durante a pandemia do novo coronavírus. Como a empresa teve novas encomendas, as atividades na usina voltaram ao normal.

A equipe do presidente fez uma transmissão ao vivo no Facebook para mostrar a aglomeração que o esperava na cidade mineira.

Contrariando as recomendações sanitárias e o decreto local, Bolsonaro não vestia máscara, assim como os milhares de apoiadores que lá estavam . Ele chegou a abraçar e tirar fotos com apoiadores. Sem nenhuma novidade, o presidente voltou atacar a imprensa e fazer alusão de que a sua opinião sobre a pandemia do Coronavírus ainda é a mais correta.

Na caminhada dentro da empresa, Jair Bolsonaro – vestindo máscara, estava acompanhado do governador Romeu Zema e do presidente da Usiminas, Sergio Leite

Após o evento de reinauguração do Alto-Forno 1, Bolsonaro caminhou pelas instalações da Usiminas e cumprimentou funcionários. Em seguida, parou por quase dois minutos para responder perguntas dos jornalistas.

Mais cedo, em seu discurso de inauguração do Alto-Forno 1, Bolsonaro criticou a imprensa, citando como exemplo o episódio em que o presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, anunciou que taxaria o aço brasileiro, recuando em seguida e isentando o Brasil das tarifas adicionais. O fato aconteceu entre dezembro de 2019 e janeiro deste ano.
As ruas do Bairro Bom Retiro, acesso à Portaria 3 da Usiminas, foram tomadas pela multidão de apoiadores e contrários ao presidente

“O dia que eu for elogiado pela imprensa, pode ter certeza que o Brasil está indo mal. Lamento ter uma imprensa, em grande parte, que se comporta dessa maneira. Há poucos meses, tínhamos uma notícia que o presidente americano sobretaxaria o nosso aço. A imprensa me criticou. “Amigo do cara, vai taxar o aço”. Eu segurei, quieto, por quase 30 dias. Obviamente conversei com o Trump. Tenho um profundo respeito e admiração por ele. Acabou que 30 dias depois o aço não foi sobretaxado”, alfinetou.

O evento que contou com a presença de Bolsonaro e de Romeu Zema (Novo), governador de Minas, marcou a retomada da produção do Alto-Forno 1 e da Aciaria 1 da usina na cidade de Ipatinga. O trabalho estava paralisado desde o início de abril deste ano, devido à pandemia do novo coronavírus.

Participações

Também participaram da cerimônia os ministros de Minas e Energia, Bento Albuquerque; da Casa Civil, Braga Neto; do Turismo, Marcelo Álvaro Antônio; o ministro chefe do Gabinete de Segurança Institucional, Augusto Heleno, o assessor-chefe da Assessoria Especial do Presidente da República, Célio Faria Júnior; o presidente-executivo do Instituto Aço Brasil, Marco Polo de Melo Lopes; o presidente da Fiemg/MG, Flávio Roscoe; o senador Carlos Viana; deputados federais; deputados estaduais; prefeitos da região; secretários de Estado de Minas Gerais; representantes do Poder Judiciário; autoridades militares da União e do Estado; diretores e funcionários da Usiminas.

 

Compartilhe em suas redes sociais

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *