CONTENÇÃO: PMT quer economizar R$ 2,5 milhões para investir em saúde e assistência social

Desde o início da pandemia do novo coronavírus, secretarias e órgãos públicos do município adotaram medidas de contenção de despesas e redução de gastos, explica o prefeito Douglas Willkys

Timóteo – Para enfrentar a crise agravada pela pandemia do novo coronavírus, a Prefeitura de Timóteo adotou um programa de contenção de despesas, que visa gerar economia para a máquina pública e continuar assegurando os programas nas áreas de saúde e assistência social.

Segundo explicou o secretário de Fazendo, Anderson Moura, foi estabelecido junto às secretarias municipais um plano de redução de gastos cujo objetivo é economizar R$ 2,5 milhões nos meses de abril, maio e junho. Os ajustes feitos até o momento já propiciaram uma contenção de gastos da ordem de R$ 1,5 milhão.

As medidas adotadas incluem redução de contratos e com o custeio da máquina pública, como por exemplo, gastos de combustível, energia e consumo de água. “Estamos trabalhando para reduzir em até 16% sobre as receitas de ICMS e ISS, no entanto, prejudicar programas e ações essenciais para a população”, descreveu o secretário. Por exemplo, os repasses de recursos para atividades esportivas e culturais, convênios, bem como transporte escolar, dentre outros foram suspensos, em face da suspensão das aulas. Novos ajustes não estão descartados, caso seja necessário.

Questionado se há previsão de cortes nos salários dos servidores, Anderson adiantou que nesse primeiro momento não há essa perspectiva, mas que tudo vai depender do desempenho da economia e do governo federal que está fazendo a recomposição do Fundo de Participação dos Municípios (FPM). Está em tramitação no Senado uma proposta de lei para a recomposição do ISS e ICMS.

Salários em dia

O secretário aproveitou para informar que o depósito dos salários dos servidores públicos referente ao mês de abril foi feito nesta terça-feira (28), véspera do aniversário de emancipação política de Timóteo. “A austeridade e o planejamento com os recursos públicos são as bases da nossa gestão à frente da Prefeitura de Timóteo. Desde o início dessa pandemia reforçamos as medidas de rigor com o dinheiro público para prevenir, não só a saúde da população por causa do coronavírus, mas também a saúde financeira da Administração Municipal”, pontuou o prefeito Douglas Willkys.

A única secretaria que não entrou no Plano de Contingência é a Saúde, em face do combate à pandemia e aos diversos programas, como o combate as arboviroses – dengue, zika e chikungunya, vacinações e demais atendimentos. Segundo orientação do prefeito Douglas Willkys, os recursos economizados com o plano de contingência serão destinados para contornar problemas advindos com a queda de arrecadação.

Compartilhe em suas redes sociais

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *