Segue o combate ao incêndio no Parque do Rio Doce. Cerca de 160 hectares já foram queimados

Na área do Salão Dourado, em CavaGrande, o fogo foi controlado, mas 18 hectares estão queimados. Na região da Lagoa do Juquita e Biquinha, no Macuco, 150 hectares foram queimados e o incêndio continua.

Timóteo – O fogo segue consumindo boa parte do Parque Estadual do Rio Doce. O incêndio começou na última sexta-feira (20) a partir da regional Leste da cidade de Timóteo, que engloba os bairros Limoeiro, Recanto Verde, Alphaville, Macuco e Celeste.

Neste domingo, o combate continuou de maneira bem mais planejada. O tenente-coronel BM Nunes explicou que os trabalhos do domingo iniciaram com dois focos. Um na região da Lagoa e trilha do Juquita, no Bairro Macuco, e outro na região do Salão Dourado, em Cavagrande, município de Marliéria.

O combate está sendo feito por terra e ar

Em um rápido balanço, foi informado pelo tenente-coronel BM Nunes, que inicialmente na região da lagoa do Juquita e Biquinha, cerca de 150 hectares foram queimados e permanece uma linha de fogo de quase cinco km. No  Salão Dourado, cerca de 17 hectares estão queimados,  e uma linha de fogo de 1.85 km. “Neste local conseguimos êxito e vamos retornar nesta segunda-feira apenas para o rescaldo. É a parte mais preciosa do parque, com mata primária, o que muito nos preocupava. Na Juquita ainda continua queimando, mas traçamos estratégias de combate indireto, com aceiro manual e outras técnicas, já que de forma direta é impossível, em razão do solo e também da altura da chama. O calor não permite chegar tão próximo”, revelou o tenente-coronel.

No combate, estão sendo usadas aeronaves para lançar água sobre os focos do incêndio. Os aviões, normalmente usados para pulverização em lavouras, são empregados no transporte para jogar água na mata Atlântica em chamas. O aeroporto de Santana do Paraíso é a base do combate aéreo. 200 pessoas, estão envolvidas nos trabalhos.

Compartilhe em suas redes sociais

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *