Secretários municipais apresentam ações de governo durante audiência na Câmara de Vereadores

Eduardo Morais, secretário de Saúde explicou a evolução da sua pasta. Um dos temas abordados pelo secretário disse respeito à Assistência Farmacêutica que, segundo ele, possuía pendências desde 2016 e que foram sanadas na atual gestão, cujo mandato começou em julho de 2018.

TIMÓTEO – Como parte das diretrizes da atual gestão da Prefeitura de Timóteo em garantir total transparência nas ações e divulgação de informações a respeito da administração pública municipal, os secretários municipais de Obras, Serviços Urbanos, Habitação e Mobilidade, Sérgio Martins, e de Saúde e Qualidade de Vida, Eduardo Morais, estiveram no plenário da Câmara apresentando um balanço das respectivas pastas.

O primeiro a falar foi o secretário de Obras que foi questionado sobre o andamento dos serviços, especialmente em relação à complexa obra de drenagem e recomposição de talude na Rua 128, no bairro Santa Maria. Sérgio apontou que essa obra tem causado preocupação por causa da sua localização estratégica. A previsão é de que a obra, que está com mais de 60% do seu cronograma concluído, seja entregue até o mês de agosto.

Sobre a limpeza, surgiram questionamentos a respeito da elaboração de um calendário de atuação nos bairros. Sérgio disse que por falta de equipes, o setor tem se desdobrado para tentar atender a toda a população. “Estamos trabalhando com uma agenda de recolhimento de lixo doméstico e reciclável. Agora fechamos um calendário de varrição e de capina”, esclareceu, acrescentando que irá fazer a divulgação do serviço junto à comunidade. Sobre o resultado da audiência, o secretário destacou a importância desse tipo de encontro. “Essa foi uma boa oportunidade em apresentar os dados ao Legislativo e responder as questões de forma direta”, disse Sérgio Martins.

Saúde

O secretário de Saúde, Eduardo Morais, por sua vez, agradeceu a possibilidade de mostrar aos vereadores e ao público presente os investimentos feitos na área. Um dos temas abordados pelo secretário disse respeito à Assistência Farmacêutica que, segundo ele, possuía pendências desde 2016 e que foram sanadas na atual gestão, cujo mandato começou em julho de 2018.

Ele explicou que houve alguns problemas dos laboratórios responsáveis pelo fornecimento de medicamentos por falta de insumos e “não por falta de aquisição”. O secretário lembrou também que existe uma lista de remédios que o município tem a obrigação de fornecer e que estes estão em dia.

Eduardo também abordou questões referentes à crise do Estado que tem impactado negativamente a vida nos municípios mineiros. Somente para Timóteo, o governo de Estado deve R$ 35 milhões, dos quais R$ 16 milhões são da área de Saúde. Apesar das dificuldades, o Município tem feito a sua parte. Como exemplo ele citou o combate à dengue, que infectou neste ano 172 pessoas, o menor desde 2016.

Influenza

A meta de vacinação contra a Influenza também teve uma cobertura histórica em Timóteo e alcançou a 98% do público alvo. Da mesma forma, o Município avançou em cirurgias eletivas (120); cirurgias de cataratas (343); cirurgias gerais (545); mamografias (1.815); entre outros. Os números se referem ao período de janeiro a maio deste ano.

“Precisamos unir forças para superar os desafios e melhorar cada vez mais o atendimento à população”, destacou Eduardo Morais, que aproveitou a audiência para falar sobre a Unidade de Pronto Atendimento (UPA), no bairro Primavera, que já está pronta e agora está na fase de aquisição de mobiliário e equipamentos médicos e hospitalares. Eduardo citou o trabalho que vem sendo feito junto a União a ao governo estadual, além de deputados estaduais, federais e senadores para transferir recursos para o Município entregar o equipamento à população.

Compartilhe em suas redes sociais

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *