Secretaria Municipal de Saúde faz varredura para buscar não vacinados contra Sarampo em Ipatinga

IPATINGA – A ação foi definida após as autoridades sanitárias municipais tomarem conhecimento de que um homem italiano de 29 anos foi diagnosticado com sarampo em Betim, cidade da Região Metropolitana de Belo Horizonte.  Ele encontra-se internado em um hospital particular da capital desde o a última segunda (21) e está estável clinicamente. O homem teria se mudado para Betim dia 10 de janeiro, para trabalhar em Juatuba, cidade também da Grande BH. Esse é o possível primeiro caso em Minas desde 2013, quando a doença foi identificada em moradores do Estado, mas teria sido contraída na Flórida, nos Estados Unidos.

O objetivo é fazer uma intensificação vacinal para evitar qualquer risco de possível circulação do vírus na cidade, tendo em vista a identificação de um caso suspeito, no Hospital Municipal Eliana Martins, nos últimos dias, que está sob investigação da vigilância em saúde do município. O caso investigado refere-se a um bebê de seis meses de idade, faixa etária não inclusa no calendário vacinal nacional, que no caso do sarampo, estipula a vacinação para crianças a partir de 12 meses de idade.

“Após realizar a checagem nos ambientes hospitalares para verificação das condições de imunização dos profissionais da área, os agentes de saúde irão realizar uma busca ativa nas residências de crianças que estão na faixa etária de vacinação, cujos pais não as levaram para receber a imunização.” destaca a secretária municipal de saúde, Érica Dias.

O procedimento é urgente, segundo as autoridades de saúde, pois a enfermidade é altamente contagiosa e pode levar a óbito. O estado não registra transmissão interna do sarampo desde 1999, mas cerca de 8 milhões de mineiros estão desprotegidos.

Foram iniciados, na última quinta-feira (24), os trabalhos de levantamento e vacinação dos não imunizados nos bairros adjacentes à residência da criança cujo caso está sob investigação. Do próximo dia 28 até o dia primeiro de fevereiro será realizada a imunização de todos os profissionais da saúde. E no dia 16 de fevereiro será realizado o dia D da campanha municipal de vacinação para adultos.

A doença

O sarampo é uma doença infecciosa grave, causada por um vírus, e com um índice muito alto de contágio. A transmissão se dá por secreções (como tosse, espirro e até respiração), de pessoa para pessoa.

Os sintomas do sarampo são manchas avermelhadas pelo corpo, febre, tosse, conjuntivite, coriza, rinite e aversão à luz. A doença é mais comum na infância.

Compartilhe em suas redes sociais

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *