PRODUTORES DA BACIA DO RIO DOCE PARTICIPAM DE CURSOS GRATUITOS DE CAPACITAÇÃO

Redação – Produtores rurais de seis cidades mineiras participaram do curso de Avicultura Familiar Caipira ofertado pela Empresa de Assistência Técnica e Extensão Rural do Estado de Minas Gerais (EMATER), em parceria com a Fundação Renova.As aulas foram realizadas nos dias 6, 7 e 8 de julho e contaram com 80 participantes dos municípios de Belo Oriente, Naque, Periquito, Rio Casca e Sem Peixe, em Minas Gerais.

A iniciativa faz parte das ações do Programa de Retomada das Atividades Agropecuárias da Fundação Renova, que tem como um dos seus objetivos contribuir para o desenvolvimento integrado dos territórios impactados pelo rompimento da barragem de Fundão.

O estudante Vicente Ribeiro, da Escola Família Agrícola de Camões, localizada em Sem Peixe (MG), aproveitou o curso para melhorar suas técnicas de produção de aves. Vicente está montando um galinheiro em sua própria casa e, para apoiá-lo, a escola disponibilizou um recurso que recebeu por meio da primeira chamada de projetos da BrazilFoundation.

“Na escola, o ensino fundamental e médio é integrado ao curso de técnica pecuária. A gente fica 15 dias na escola e 15 dias em casa, aplicando o conhecimento na nossa própria residência. Depois, voltamos para a escola para discutir a experiência, formando um ciclo que chamamos de pedagogia de alternância. Para sermos aprovados na parte técnica, precisamos escrever um projeto. O meu é um galinheiro, estou colocando em prática agora. Procurei o curso de avicultura para me ajudar nisso”, contou o estudante.

Para Vicente, a aula da EMATER foi importante para melhorar a estrutura que ele está construindo. “Aprendi vários detalhes que vão fazer toda a diferença. Uma coisa que eu não tinha parado para pensar mesmo é sobre a área de pastagens. Eu tinha marcado a área para um terreno só, mas aprendi que o piquete é interessante para não deteriorar o solo. Temos que rotacionar a pastagem para a área se recuperar”, disse.

Aumento da renda familiar

A avicultura caipira tem como foco a produção de galinhas em pequena escala, de forma que os produtos, como frangos e ovos, sejam destinados ao consumo do agricultor e sua família. No entanto, um dos objetivos do curso é que os produtores consigam ter um excedente, podendo, assim, aumentar a renda familiar.

“É um curso importante porque ele visa a melhorar a qualidade do produto para que os produtores possam ter um alimento saudável e uma criação de aves sustentável. Além disso, a ideia é que eles possam ter um excedente para vender, gerando uma renda para a família”, explica Márcia Portugal Santana, instrutora da EMATER que ministrou o curso.

Além de Avicultura Caipira Familiar, outros 180 cursos estão previstos para acontecer nos próximos meses, como Agroecologia, Produção Orgânica e Sistemas Agroflorestais; Bovinocultura (corte e leite); Gestão de Mercados; entre outros temas importantes para a produção de alimentos e conservação do meio ambiente. Segundo o especialista socioambiental da Fundação Renova, Rodrigo Bruschi, a expectativa é que os cursos beneficiem cerca de 3 mil produtores rurais de toda a bacia do rio Doce.

“A Renova acredita que os produtores são os protagonistas do processo de recuperação de suas propriedades rurais e na construção coletiva a partir da realidade. Ao aliar conhecimento técnico ao tradicionalmente utilizado pelas famílias rurais atingidas para o estabelecimento de estratégias que otimizem o uso dos recursos naturais, contribui para a reinclusão produtiva e econômica de seus estabelecimentos impactados”, destaca.

Compartilhe em suas redes sociais

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *