Palestras encerram campanha de aleitamento materno

Timóteo – A Secretaria de Saúde e Qualidade de Vida de Timóteo realizou a capacitação dos agentes comunitários de saúde na tarde da última quarta-feira (28), no auditório da Prefeitura sobre a importância do aleitamento materno. Gestantes, puérperas, familiares e funcionários assistiram palestra de especialistas de diferentes áreas.

Na abertura do encontro, o prefeito Douglas Wilkys afirmou que está passando por um momento especial onde tem a oportunidade de compartilhar com sua esposa as dúvidas sobre a gravidez. “Hoje, os agentes comunitários de saúde tem o privilégio de aprender com profissionais de alto gabarito e experiência e, mais tarde, poderão dividir esse conhecimento com a população. Ter informação é um privilégio”, declara Douglas.

O secretário de Saúde, Eduardo Morais, chamou a atenção para o esforço da sua equipe em alcançar os indicativos da Saúde. “Nesta campanha, o objetivo é sensibilizar as gestantes, os pais e familiares sobre a importância do aleitamento materno, que aumenta a imunidade da criança e reduz a incidência de doenças e a mortalidade infantil”, disse o secretário.

A primeira palestra foi ministrada pela enfermeira e consultora em aleitamento materno Jussara Bôtto. Ela explicou que a mulher gasta muita caloria. “É uma fase linda, mas difícil. Se a mãe não estiver bem não consegue amamentar. O aleitamento exclusivo no peito fornece os nutrientes que as crianças necessitam, transmite anticorpos da mãe para o bebê além de evitar problemas de respiração e audição. O processo de interação entre mãe e filho favorece o desenvolvimento cognitivo da criança”, afirmou.

Jussara demonstrou como fazer massagem nos seios para evitar o acúmulo de leite nas mamas, que causa dor, inchaço e desconforto (engurgitamento). “Normalmente isso acontece com mais frequência nos primeiros dias após o nascimento do bebê, devido à técnica incorreta de amamentação, uso de suplementos ou sucção ineficaz do bebê” disse a consultora.

Segundo Beatriz Lopes Andrade, ortodontista e odontopediatra que realizou a segunda palestra do dia, “o seio materno funciona como um aparelho ortodôntico nos primeiros meses de vida. O ato de sucção do seio materno favorece a função muscular óssea da boca e da face, que desenvolve-se de forma equilibrada”, afirma.

A odontopediatra esclareceu que quando a mãe faz opção pela mamadeira, vêm as complicações orofaciais como por exemplo, o estreitamento do maxilar. “A criança passa a respirar pela boca, o que leva a amigdalite, roncos, atrapalha a fala, mastigação, deglutição, afetando o conjunto de músculos e articulações responsáveis pelo movimento do maxilar”, explicou . Já, quando o bebê mama no peito, os ossos e maxilares se expandem.

De acordo com Beatriz, crianças que nunca mamaram no peito ou tiveram aleitamento materno misto antes dos 3 meses de idade, têm sete vezes mais chance de desenvolver hábitos de sucção não nutritivos (uso de chupetas e dedo na boca de forma excessiva).

Durante o mês de agosto é realizada a campanha Agosto Dourado de conscientização sobre a importância do Aleitamento Materno. As Unidades de Saúde do município realizaram atividades para incentivar as gestantes e puérperas a dar continuidade no aleitamento de seus filhos.

 

 

Compartilhe em suas redes sociais

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *