sexta-feira, abril 12, 2024
CidadesDestaques

Moradores dos bairros Olaria e Passaredo reclamam que o mato tomou as calçadas

TIMÓTEO (Foto PCReis) – Os moradores dos Bairros Olaria e Passaredo reclamaram nesta terça-feira (26) de que a Secretaria Municipal de Obras da Prefeitura de Timóteo, não atende a solicitação dos moradores. Segundo eles, e constatado pela reportagem do JBN, em várias ruas dos bairros, o passeio público foi completamente tomado pelo mato alto, fazendo com que as pessoas tenham que caminhar pelas ruas, sob o risco de serem vítimas de acidentes.

Ao longo da Avenida Maria da Cunha Ramos, o passeio desapareceu literalmente. Em todo o trecho o mato na calçada alcança cerca de um metro de altura. Por conta da situação, o pedestre tem de andar pela rua em vez de caminhar pelo espaço reservado a ele. “É um absurdo, um dia alguém pode ser atropelado. Pessoas de mais idade, inclusive, podem tropeçar, cair e quebrar uma perna”, reclama moradora Rosimar Júlio.

“Ninguém toma conhecimento desse mato e agora o pessoal começou a jogar tábuas velhas, caixas de papel, lixo e mato que foi cortado dos quintais”, comenta Claudinei Vilela, informando que o volume de entulho cresce a cada dia. “Aqui, cobras, ratazanas e aranhas estão marcando presença. Tudo por causa desse abandono”, argumenta, relatando que na Obras foram informados de que a obrigação da conservação de passeios é do morador. “Veja se neste trecho da Avenida tem moradores. Aliás, tem sim, muita cobra, ratos e muito pernilongo”, avisou

Compartilhe em suas redes sociais

One thought on “Moradores dos bairros Olaria e Passaredo reclamam que o mato tomou as calçadas

  • Geraldo Arnaldo Bicalho

    Entendo que por uma questão de cidadania a a limpeza e conservação dos passeios deve ser conta dos moradores. Nesta situação emergencial, entendo que a prefeitura deve fazer a limpeza e mandar a conta para o morador se a lei assim permitir. A prefeitura deve fazer uma campanha permanente para que o morador limpe o passeio e pode as árvores que estão em frente a sua residência.

    Resposta

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *