Audiência de desagravo da promotoria contra os ataques do prefeito Marcos Vinicius foi de casa cheia

Fabriciano (Fotos PCReis) – Nesta segunda-feira (4), foi realizada no plenário do Tribunal do Júri da Comarca de Coronel Fabriciano, uma Audiência Pública, fato inédito na cidade, de desagravo, quanto às imputações “ilícitas”, feitas pelo prefeito de Coronel Fabriciano, Marcos Vinicius da Silva Bizarro, ao Ministério Público e seus integrantes, durante entrevistas à imprensa do Vale do Aço. A Audiência foi convoca pela Associação Mineira do Ministério Público – AMMP.

A Audiência atraiu um bom número de pessoas

Com a presença de dezoito promotores públicos de diversas regiões, advogados e com cobertura exclusiva do JBN, o presidente da Associação Mineira do Ministério Público, Enéias Xavier Gomes, foi taxativo em afirmar que a classe sempre foi unida e a atuação do MP se dá exclusivamente no âmbito do processo e que a promotoria não tem espaço para atuações pessoais.

O presidente da Associação Mineira do Ministério Público, Enéias Xavier Gomes, afirmou que ‘”os ataques serão respondidos a altura”.

Conforme Enéias Xavier, todos os promotores atuam no exercício regular de suas funções. Portanto, “acusações levianas, utilizando-se da imprensa para fazer ataques individuais tentando pessoalizar as ações do Ministério Público, não serão toleradas. Os ataques serão respondidos a altura”, garantiu Enéias Xavier.

Durante a Audiência ouve diversas manifestações populares de apoio ao movimento dos promotores. Na oportunidade falaram também os representantes do Poder Legislativo Fabricianense, vereadores Marcos da Luz, Leandro Xingozinho e Professor Edem Almeida.

INVESTIGADO

Segundo informações da Associação Mineira do Ministério Público, o prefeito Marcos Vinicius da Silva Bizarro (PSDB) é investigado em inquéritos civis e responde a ações civis públicas, bem como a ação penal por crime de tentativa de homicídio.

 

 

Compartilhe em suas redes sociais

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *