Violência contra idosos é tema de caminhada em Fabriciano

FABRICIANO – A Prefeitura de Coronel Fabriciano, por meio da Secretaria de Governança de Assistência Social, realizou nesta sexta-feira, 15, uma caminhada para chamar a atenção da sociedade contra todos os tipos de violência ao idoso. A Concentração foi na Praça do Sérvulo Roque, antigo Barrilzinho, no centro, e envolveu as Secretarias de Governança Educacional e de Saúde, Centro de Convivência Viva Idade, Creas, Cras e as entidades: Obra Social Redentorista, Guardiões da Vida – IPREVAL, Associação Beneficente Integrada Tudo por um Sorriso (IBITIS), CAIS e Lar dos Idosos. O percurso foi até a Praça da Estação.

O dia 15 de junho marca o Dia Mundial de Conscientização da Violência contra a Pessoa Idosa. A data foi instituída em 2006, pela Organização das Nações Unidas (ONU) e pela Rede Internacional de Prevenção à Violência à Pessoa Idosa. Segundo a Secretária de Governança de Assistência Social, Patrícia Dias, o foco é conscientizar e incentivar as pessoas a denunciarem maus tratos. “É importante que todos criem uma consciência social e política da existência da violência contra a pessoa idosa, e, simultaneamente, disseminar a ideia de não aceitá-la como normal. Tanto o idoso quanto a família cuidadora precisam ser acompanhados, caso haja ocorrências”, disse.

Denúncias

Em 2017, o Conselho Municipal do Idoso acompanhou cerca de 45 denúncias e até junho deste ano, 85 denúncias. Em nível nacional, esses números são ainda mais alarmantes. Segundo a Presidente do Conselho Municipal do Idoso, Erica Beltram, a cada dez minutos um idoso é vítima de violência no Brasil. “Não podemos nos calar, é o momento de romper o silêncio, expondo os casos de violência para que a gente consiga atuar. Hoje o município tem o Vivaidade, que é um serviço da assistência que também acolhe o público da terceira idade. Nem todos os mil idosos atendidos apresentam histórico de violência, mas é um equipamento de prevenção que está de portas abertas aos que precisam,” disse.

A cada dez minutos uma pessoa idosa é vítima de violência no Brasil. O idoso, Vicente de Paulo Sobrinho, ressalta que muitos idosos não conhecem seus direitos e alerta que a população tem o dever denunciar. As denúncias podem ser feitas pelo disque 100 nacional, no telefone da Assistência Social (3846.7732) ou em qualquer equipamento da Assistência (CRAS, Creas, Vivaidade, Centro Pop).​

Compartilhe em suas redes sociais

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *