Vídeo postado por prefeito de Fabriciano azeda relação com a Câmara de Vereadores

FABRICIANO – Se as relações entre Prefeitura e Câmara já estavam estremecidas, um vídeo publicado nesta quarta-feira (10) pelo prefeito Marcos Vinicius Bizarro (PSDB), caiu feito uma bomba na Casa Legislativa, abalando ainda mais a relação entre os poderes Legislativo e Executivo. Agora, com a guerra declarada, cresce na Câmara a oposição ao governo do PSDB. Além dos petistas Thiago Lucas, Marcos da Luz e Professor Edem,  o prefeito Marcos Vinicius ao chamar para a briga os vereadores Adriano Martins e Luciano Lugão, por certo, ganhou mais dois opositores. Possivelmente, essa oposição ainda terá outros integrantes como Xingozinho, Canídia, Nélio do Abacaxi e Enéias Reis.

Em clara falta de habilidade, Marcos Vinicius acusou os vereadores Luciano Lugão e Adriano Martins, de usar “picuinhas” políticas com o seu governo. O prefeito achou despropositado o pedido de Audiência Pública – instrumento que cabe apenas a Câmara de vereadores, protocolado pelo vereador Adriano Martins, objetivando discutir com a população a melhor maneira para a aplicação de uma verba no valor de R$ 510 mil, para o setor de iluminação de vias. O Projeto de Lei neste sentido, de autoria do prefeito, segundo a secretaria da Câmara, tramita normalmente dentro do que preconiza o Regime Interno da Casa Legislativa.

Após tomarem conhecimento do mencionado vídeo do prefeito, na tarde desta quarta-feira (10), o vereador Adriano Martins juntamente com o presidente da Câmara Luciano Lugão, concederam entrevista exclusiva ao JBN, momento em que esclareceram as questões suscitadas pelo prefeito Marcos Vinicius.

LÍDER DE GOVERNO

O presidente da Câmara, vereador Luciano Lugão, preferiu esclarecer a situação por nota oficial, mas, ressaltou que  enquanto presidente da Câmara Municipal sempre buscará oferecer reais condições a todos os vereadores para legislar e fiscalizar os atos do Executivo. “O prefeito tem que entender que Câmara é Câmara, e Prefeitura é Prefeitura. São poderes diferentes”, assinalou Luciano, destacando que a convocação dos cidadãos para discutir em audiência pública, temas relevantes como o que o vereador Adriano nos trouxe, não nos parece perseguição”, garantiu Lugão.

NOTA DA CÂMARA

Nota de esclarecimento à imprensa e a população

Em atenção à imprensa e à população de Coronel Fabriciano, em virtude de notícias veiculadas nesta quarta feira (10), a Câmara Municipal de Coronel Fabriciano, na pessoa do presidente da casa, vereador Luciano Lugão vem esclarecer que:

1 – Ao contrário do que afirma o Senhor Prefeito, o referido projeto não foi protocolado no início deste ano; A secretaria da Câmara Municipal recebeu e protocolou o Projeto de Lei que dispõe sobre abertura de crédito especial, no dia 11 de Setembro, às 14h21min horas e não no início deste ano como afirmado em vídeo.

2 – Autorizar a realização de Audiência Pública, para discutir o assunto junto da população não é sinal de travamento de pauta ou “picuinha política” como ressaltado pelo Senhor Prefeito, mas sim um belo exemplo de dar condição de legislar, de ampliar a participação popular e a cidadania.

3 – A Audiência Pública convocada pelos vereadores não tem como finalidade de conhecer o motivo de a cidade possivelmente ser contemplada, mas sim em discutir a aplicação dos recursos, tendo em vista que no projeto enviado não menciona o local do investimento.

4 – Nossa preocupação é em não deixar que invistam de forma desordeira e sem prioridades, pois é fato que temos ruas em Coronel Fabriciano sem sequer um ponto de iluminação.

5 – Respeitar o processo legislativo não é mera vontade, mas um preceito constitucional.

6 – A Câmara Municipal de Coronel Fabriciano sempre realiza os tramites legislativo no devido prazo e em tempo para que o poder executivo possa concretizar qualquer demanda enviada para votação nesta casa.

7 – Consideramos que o diálogo com a população é a solução para assegurar que todo e qualquer investimento público atenda os anseios dos munícipes.

 

Compartilhe em suas redes sociais

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *