Cidades Destaques Política 

Vídeo postado por prefeito de Fabriciano azeda relação com a Câmara de Vereadores

FABRICIANO – Se as relações entre Prefeitura e Câmara já estavam estremecidas, um vídeo publicado nesta quarta-feira (10) pelo prefeito Marcos Vinicius Bizarro (PSDB), caiu feito uma bomba na Casa Legislativa, abalando ainda mais a relação entre os poderes Legislativo e Executivo. Agora, com a guerra declarada, cresce na Câmara a oposição ao governo do PSDB. Além dos petistas Thiago Lucas, Marcos da Luz e Professor Edem,  o prefeito Marcos Vinicius ao chamar para a briga os vereadores Adriano Martins e Luciano Lugão, por certo, ganhou mais dois opositores. Possivelmente, essa oposição ainda terá outros integrantes como Xingozinho, Canídia, Nélio do Abacaxi e Enéias Reis.

Em clara falta de habilidade, Marcos Vinicius acusou os vereadores Luciano Lugão e Adriano Martins, de usar “picuinhas” políticas com o seu governo. O prefeito achou despropositado o pedido de Audiência Pública – instrumento que cabe apenas a Câmara de vereadores, protocolado pelo vereador Adriano Martins, objetivando discutir com a população a melhor maneira para a aplicação de uma verba no valor de R$ 510 mil, para o setor de iluminação de vias. O Projeto de Lei neste sentido, de autoria do prefeito, segundo a secretaria da Câmara, tramita normalmente dentro do que preconiza o Regime Interno da Casa Legislativa.

Após tomarem conhecimento do mencionado vídeo do prefeito, na tarde desta quarta-feira (10), o vereador Adriano Martins juntamente com o presidente da Câmara Luciano Lugão, concederam entrevista exclusiva ao JBN, momento em que esclareceram as questões suscitadas pelo prefeito Marcos Vinicius.

Taxando de desrespeitosa a fala do prefeito, o Vereador Adriano Martins disse que o vídeo que circula nas redes sociais, de autoria do prefeito Bizarro e sua equipe de “desgoverno, cometem algumas injustiças e tentam transferir a conta de suas incompetências, para os vereadores que buscam informar a verdade aos cidadãos de Fabriciano”.

Por outro lado, o vereador Adriano Martins comentou que no inicio do vídeo do prefeito, ele afirma ter protocolado no início do ano, na Secretaria da Câmara, projeto pedindo autorização para dar andamento na troca das lâmpadas em toda a extensão da Avenida Magalhães Pinto, bem como na Avenida Geraldo Inácio. Segundo informou o vereador, o prefeito mentiu ou desconhece o próprio processo Executivo que lidera.

“O Projeto chegou à Secretaria da Câmara Municipal e tramita normalmente dentro da Casa Legislativa. O seu nervosismo é porque no bojo da matéria não fala onde serão aplicados os recursos. Ele está falando que trocará a iluminação da Avenida Geraldo Inácio, mas, para a Câmara de Vereadores vale o que está escrito. É por isso que estou chamando uma Audiência Pública, porque assim a população estará mostrando ao prefeito a necessidade de beneficiar outras regiões com este recurso”, esclareceu Adriano, indicando que está à prova neste momento é a falta de conhecimento, ou malícia do prefeito para tentar empurrar a culpa de algo criado por eles, visto que “por incompetência ou esquecimento, sua equipe sequer descreve no referido projeto, o local onde será contemplado com a troca de lâmpadas”.

LÍDER DE GOVERNO

Por ocasião do episódio ocasionado pelo vídeo do prefeito, o vereador Adriano Martins, renunciou a liderança de governo na Câmara Municipal e disparou: “Agora prefeito, o senhor está livre para escolher um novo Líder de Governo que seja cego, mudo e surto”.

“Quero dizer para cada cidadão Fabricianense que até o presente momento fui o líder de Governo na Câmara Municipal, pois acreditava na palavra deste Prefeito Bizarro. E que no meio de tanto alvoroço criado por ele, só cresceu minha desconfiança. Isso nos fez pesquisar mais a fundo e encontramos o que realmente aborda este projeto de lei. Ou seja, não se trata apenas de uma verba recebida para trocar as lâmpadas das avenidas, mas de algo muito pior. A Prefeitura aderiu a uma ata de registro de preços 012/2017 referente ao Pregão Presencial, no valor de R$ 16.247.244,90, para a aquisição futura e eventual de luminária de led.

O presidente da Câmara, vereador Luciano Lugão, preferiu esclarecer a situação por nota oficial, mas, ressaltou que  enquanto presidente da Câmara Municipal sempre buscará oferecer reais condições a todos os vereadores para legislar e fiscalizar os atos do Executivo. “O prefeito tem que entender que Câmara é Câmara, e Prefeitura é Prefeitura. São poderes diferentes”, assinalou Luciano, destacando que a convocação dos cidadãos para discutir em audiência pública, temas relevantes como o que o vereador Adriano nos trouxe, não nos parece perseguição”, garantiu Lugão.

NOTA DA CÂMARA

Nota de esclarecimento à imprensa e a população

Em atenção à imprensa e à população de Coronel Fabriciano, em virtude de notícias veiculadas nesta quarta feira (10), a Câmara Municipal de Coronel Fabriciano, na pessoa do presidente da casa, vereador Luciano Lugão vem esclarecer que:

1 – Ao contrário do que afirma o Senhor Prefeito, o referido projeto não foi protocolado no início deste ano; A secretaria da Câmara Municipal recebeu e protocolou o Projeto de Lei que dispõe sobre abertura de crédito especial, no dia 11 de Setembro, às 14h21min horas e não no início deste ano como afirmado em vídeo.

2 – Autorizar a realização de Audiência Pública, para discutir o assunto junto da população não é sinal de travamento de pauta ou “picuinha política” como ressaltado pelo Senhor Prefeito, mas sim um belo exemplo de dar condição de legislar, de ampliar a participação popular e a cidadania.

3 – A Audiência Pública convocada pelos vereadores não tem como finalidade de conhecer o motivo de a cidade possivelmente ser contemplada, mas sim em discutir a aplicação dos recursos, tendo em vista que no projeto enviado não menciona o local do investimento.

4 – Nossa preocupação é em não deixar que invistam de forma desordeira e sem prioridades, pois é fato que temos ruas em Coronel Fabriciano sem sequer um ponto de iluminação.

5 – Respeitar o processo legislativo não é mera vontade, mas um preceito constitucional.

6 – A Câmara Municipal de Coronel Fabriciano sempre realiza os tramites legislativo no devido prazo e em tempo para que o poder executivo possa concretizar qualquer demanda enviada para votação nesta casa.

7 – Consideramos que o diálogo com a população é a solução para assegurar que todo e qualquer investimento público atenda os anseios dos munícipes.

 

Compartilhe em suas redes sociais

Notícias Relacionadas

Leave a Comment