Timóteo capacita rede de atendimento de crianças e adolescentes. Seminário debaterá violência e exploração sexual

TIMÓTEO – A Secretaria de Assistência Social de Timóteo realizará na sexta-feira, 18/05, o IV Seminário de Enfrentamento ao Abuso e Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes, às 13h, no Auditório da Prefeitura de Timóteo, à Avenida Acesita 3230, bairro São José.

O encontro é organizado pela equipe do Centro de Referência Especializado da Assistência Social (CREAS), e tem como principal objetivo a capacitação dos profissionais da rede de atendimento de crianças e adolescentes (saúde, educação, assistência social, psicologia), bem como os alunos das referidas áreas. E, ainda, informar a população sobre as formas de denúncia e sobre o serviço de apoio às vítimas e suas famílias; fortalecer a rede de proteção; sensibilizar sobre a importância da denúncia; reduzir a ocorrência de violência sexual no município.

O IV Seminário de Enfrentamento ao Abuso e Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes contará com a participação da Dra. Juliana Pinto da Silva, promotora de justiça da Vara da Infância e Adolescência; Dr. Jorge Luís Cândido Caldeira, Delegado de Polícia; Dr. André Luiz Brandão Toledo, Psiquiatra Infantil e Maria Eliza Resende Takahashi, Psicóloga.

Inscrições

As inscrições são gratuitas e devem ser feitas no CREAS, localizado à rua Seis de Janeiro, n° 207, Centro Norte / Timóteo, tel.: (031) 3849-6716 / E-mail: creastimoteo@yahoo.com.br.

O evento é direcionado às Redes de Defesa e de Atendimento da Criança e do Adolescente (Escolas Públicas e Privadas, Assistência Social, Saúde, Conselho Tutelar, Conselho dos Direitos da Criança e do Adolescente, Creches, Polícia Militar, Profissionais Liberais).

18 de Maio

Dia Nacional de Combate ao Abuso e à Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes, o 18 de Maio foi instituído pela Lei Federal 9.970/00, é uma conquista que demarca a luta pelos Direitos Humanos de Crianças e Adolescentes.

A violência sexual contra meninos e meninas não se restringe a uma relação entre vítima e autor. Essas violações ocorrem (e são provocadas) pela forma como a sociedade está organizada em cada localidade e globalmente. Crianças e adolescentes podem estar vulneráveis e acabam tornando-se mercadorias do tráfico, pornografia, prostituição e exploração sexual no turismo.

Compartilhe em suas redes sociais

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *