Prefeitura de Ipatinga inicia a construção de 240 apartamentos no Nova Esperança

IPATINGA – Acompanhado do ex-prefeito Sebastião Quintão, diversos secretários municipais, vereadores e também representantes da WR Construtora, ganhadora de concorrência e responsável pela execução do projeto, o prefeito Jésus Nascimento oficializou na tarde desta terça-feira (24) o início de construção de 240 apartamentos no bairro Nova Esperança. Os primeiros tijolos de um dos blocos a serem erguidos foram assentados simbolicamente pelas autoridades.

Seguindo normas do programa Minha Casa, Minha Vida, as moradias destinam-se a famílias com renda mensal de até R$ 1.800 e que, atendendo a critérios específicos de vulnerabilidade, estão inscritas no CadÚnico. Algumas delas estavam há mais de dez anos em filas de espera.

Em quatro andares, o conjunto habitacional terá 15 blocos, com 16 apartamentos em cada um deles, com previsão de entrega em maio de 2019. Numa área de 39 metros quadrados, cada apartamento terá dois quartos, sala, cozinha e banheiro.

As unidades habitacionais são o ponto de partida para um amplo projeto de oferta de moradias para famílias de baixa renda na cidade, bancadas com recursos da ordem de R$ 80 milhões carreados para o município com a intervenção do gabinete do deputado Federal Leonardo Quintão.

nova esperança

O PREFEITO Jésus e o diretor da WR, Wallace Barreto, percorrem o canteiro de obras

Conforme ressaltou o prefeito, estudos demonstram que o déficit de moradias no município é estimado em 4.600 unidades. “Dando sequência a trabalhos iniciados por Quintão, estamos nos empenhando para zerar esta demanda e a intenção é iniciar a construção de mais 480 apartamentos dentro dos próximos seis meses, na região do bairro Veneza, e atingir pelo menos 1.900 unidades até o final de 2019, o que significará também a abertura de muitos postos de trabalho”, adiantou.

Além de contribuir para redução do déficit local de moradias, as construções vão gerar centenas de empregos diretos e indiretos, melhorando a renda de inúmeras famílias. Ainda, movimentam vários outros segmentos da economia tanto no comércio quanto na indústria. Somente no Nova Esperança, são 250 empregos diretos criados.

O diretor-presidente da WR Construtora, Wallace Barreto, informou que estão sendo contratados trabalhadores cadastrados no SINE e preferencialmente vizinhos da área de construção. Ele ainda revelou que a empresa dará como cortesia o completo paisagismo da área – que tem uma vista bastante privilegiada, com visão para boa parte da cidade, um vale e montanhas ao redor –, além de construir um coreto no local. Ainda, entre 30 e 45 dias a WR dotará a região de internet por fibra ótica.

O secretário municipal de Planejamento, Athayde Campos de Carvalho, disse que o condomínio será cercado e também dotado de área de lazer. “Muitos dos operários empregados na obra estavam fora do mercado há dois e três anos”, contou, lembrando também que estão sendo utilizados na obra inéditos processos construtivos.

Para o ex-prefeito Sebastião Quintão, que ainda no governo teve o privilégio de lançar o empreendimento e deixou o cargo para concorrer a um cargo político na esfera federal, “a execução do projeto é resultado da união de muitos esforços, com completa ausência de vaidades, buscando o bem-estar da cidade como um todo”.

Cartão Reforma

Jésus Nascimento também informou que a Administração municipal pretende liberar até o mês de junho 500 Cartões Reforma para habitações, e a expectativa é de que o número seja elevado a 2.500 até o final deste ano.

Com subsídio médio de R$ 5 mil, o programa permite que a mesma pessoa possa ser beneficiada mais de uma vez para reformar ou ampliar o seu imóvel, alcançando o teto de R$ 9 mil. “Não se trata de financiamento e então não há consulta de SPC, Serasa, etc. O recurso será empregado sem a necessidade de devolução do valor”, enfatizou o prefeito.

Para obter o benefício é preciso ter renda familiar bruta compatível com as regras do Programa, ou seja, famílias de baixa renda que recebam até R$ 1,8 mil. Essas famílias devem possuir um único imóvel, em todo o território nacional e, principalmente, residir no imóvel a ser beneficiado. É necessário ter documento que comprove a propriedade do imóvel e estar na área indicada pelo município para receber o benefício, regularizada ou em fase de regularização. O prazo máximo para execução das obras é de 12 meses.

É importante destacar que o benefício do cartão é exclusivo para aquisição do material de construção. A mão de obra é de responsabilidade do beneficiário. Uma das regras é que a subvenção econômica do Cartão Reforma não pode ser acumulada com outros subsídios concedidos em programas habitacionais da União nos últimos 10 anos.

Compartilhe em suas redes sociais

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *