Macaco é encontrado morto no Bairro Chácaras Madalena com suspeita de Febre Amarela

IPATINGA – Técnicos do Centro de Controle de Zoonoses da Prefeitura Municipal de Ipatinga receberam da Polícia Militar Ambiental, na tarde de quarta-feira (24), uma carcaça de macaco encontrada na avenida Quebra-Pedra, no bairro Chácaras Madalena. A suspeita é de que o animal seja vítima de Febre Amarela, sendo este o primeiro registro do gênero no município, em 2018. Outros animais da espécie, mortos, foram encontrados nos municípios de Coronel Fabriciano, Santana do Paraíso e Braúnas. Nesta sexta-feira (26), a Secretaria Municipal de Saúde encaminhará o material para a Fundação Ezequiel Dias (Funed), em Belo Horizonte, para investigação do óbito.

Em função do registro, técnicos da seção de Vigilância Epidemiológica iniciaram nesta quinta-feira (25), nas Chácaras Madalena, uma busca ativa de munícipes que ainda não se imunizaram contra a Febre Amarela. A vacina é a única forma eficiente de prevenção contra a doença.

fernando anacleto
O gerente do Centro de Controle de Zoonoses, Fernando Anacleto.

O gerente do Centro de Controle de Zoonoses, Fernando Anacleto, explica que em casos como esse, de constatação de macaco morto ou doente, o setor de Zoonoses (3829-8383) deve ser imediatamente acionado para que providências sejam tomadas. O procedimento de coleta é específico e deve ser realizado por profissional habilitado.

Ele esclarece ainda que os primatas prestam um importante auxílio no enfrentamento, prevenção e controle à doença. Por adoecerem primeiro, eles dão às autoridades de saúde informações valiosas sobre a circulação do vírus. O achado de macacos mortos serve de alerta para que os órgãos de saúde pública iniciem campanhas de vacinação.

Entendimento equivocado

Algumas pessoas pensam que os macacos transmitem a Febre Amarela aos humanos, o que é completamente errado. Além de ilegal e de tornar mais crítico o estado de conservação desses animais, a matança indiscriminada, assim como o envenenamento intencional de macacos são extremamente prejudiciais ao próprio ser humano. “Se eles forem mortos pelas pessoas, descobriremos que a Febre Amarela chegou a determinada região apenas quando as pessoas contraírem a doença, dificultando o controle”, explica o gerente do Zoonoses de Ipatinga.

A Febre Amarela é uma doença viral aguda transmitida por mosquitos infectados. Nas áreas silvestres, os mosquitos do gênero Haemagogus e os do gênero Sabethes são vetores da doença. Já no meio urbano o mosquito Aedes aegypti pode transmitir a doença.

Onde se vacinar

Um novo esquema de vacinação contra a Febre Amarela teve início nesta quinta-feira (25) em Ipatinga, para atendimento à população que nunca se imunizou contra a doença. Todas as Unidades Básicas de Saúde (UBS) já ofertam a vacina, de segunda a sexta-feira, das 7h30 às 15h30, com exceção dos postos nos bairros Vale do Sol e Vila Celeste. Apenas uma dose é suficiente para garantir a proteção ao longo de toda a vida.

Compartilhe em suas redes sociais

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *