Justiça arquiva representação eleitoral de Adriano Alvarenga contra JBN

TIMÓTEO – O candidato Adriano Alvarenga, terceiro colocado na eleição suplementar do ultimo domingo (24)  realizada em Timóteo, entrou com uma representação eleitoral no fim da tarde de sábado (23) alegando que o Jornal Bairros Net (JBN) teria publicado uma propaganda eleitoral negativa contra sua candidatura. O Juiz Eleitoral julgou intempestiva, uma vez transcorridas as eleições.

O candidato derrotado alegou que “O comercial eleitoral de informativo jornalístico possui conteúdo criado com a exclusiva finalidade de denegrir a imagem do representante perante o eleitorado de Timóteo-MG”, trechos retirados da representação feita por Alvarenga.

A direção do JBN esclarece que o compromisso do Portal  é somente com a verdade, todos os fatos noticiados na matéria referida por Adriano foram baseados no escopo da ação impetrada pelo Ministério Público. O trabalho sério desenvolvido pelo Portal é reconhecido pelos grupos organizados da sociedade. “Não brincamos de fazer comunicação, nossa missão é levar aos nossos leitores os fatos como eles acontecem. Infelizmente isto não agrada a todos”, informou a direção do JBN.

Entenda o Caso:

Na sexta-feira (22) o Ministério Público Eleitoral (MPE) da Comarca de Timóteo protocolou  na Justiça Eleitoral uma ação com número 29-51.2018.6.13.0098, pedindo a inelegibilidade da chapa de Adriano Alvarenga e Adriane Ferreira, bem como a cassação do registro de candidatura e/ou impedimento da diplomação. O motivo seria o anúncio da rescisão unilateral do contrato com a Copasa para coleta e tratamento de esgoto próximo do pleito eleitoral. O Ministério Público também representou o prefeito interino Adriano Alvarenga pela nomeação de 30 pessoas aprovadas em concurso público para a área Educação.

 

Compartilhe em suas redes sociais

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *