Ipatinga define construção de mais 496 apartamentos

IPATINGA – O novo governo municipal de Ipatinga aguarda somente a publicação do Ministério das Cidades referendando o ato de aprovação pela Caixa Econômica Federal, para contratar a empresa especializada para a construção, no município, de mais 496 apartamentos pelo Programa Minha Casa, Minha Vida. As unidades habitacionais serão edificadas numa área reservada para esse fim na rua 17, no bairro Planalto.

A notícia de aprovação do projeto foi dada na tarde desta quarta-feira (13) pelo Superintendente da Caixa Econômica Federal no Leste de Minas, Carlos Veiga, em reunião com o prefeito Nardyello Rocha, que recebeu com muito entusiasmo a informação. A expectativa é que o ato seja publicado ainda nesta sexta-feira (15). Cumprido este protocolo, a execução da obra estará a cargo da Master Construtora, vencedora do chamamento público 002/2017. Assim o início da construção deverá acontecer já no próximo mês.

“A emoção de poder entrar numa casa própria é gigantesca, quase como aquela de ter um filho e, se estamos podendo proporcionar esta alegria a tantas famílias necessitadas, claro que também nos sentimos muito alegres”, celebrou o Executivo, que adiantou também que já no segundo semestre novos processos na área deverão ser desembaraçados, significando a liberação de outras centenas de moradias, “o que contribuirá ainda mais para geração de emprego e renda, e o reaquecimento da economia local”.

Também participaram do encontro o secretário municipal de Planejamento, Athayde Campos de Carvalho, e o Gerente Geral das agências da CEF em Ipatinga, Carlos Alexandre.

maquete novos apartamentos

O PROJETO prevê a edificação de 31 blocos, cada um deles com 16 apartamentos

MIL EMPREGOS

O novo conjunto habitacional será constituído de 31 blocos, cada um deles com 16 apartamentos. A obra vai gerar 500 empregos diretos e outros 500 indiretos, devendo ser concluída no prazo máximo de um ano e meio. A prioridade da contratação da mão de obra é para moradores da própria região atendida, como aconteceu no bairro Nova Esperança, onde a Administração municipal constrói outros 240 apartamentos com entrega prevista para o primeiro semestre de 2019.

Com 39 metros quadrados, constando de dois quartos, sala, cozinha e banheiro em espaços muito bem distribuídos, os apartamentos são destinados a famílias em vulnerabilidade social, com renda mensal de até R$ 1.800. Elas foram cadastradas pelo município no CadÚnico e são selecionadas em obediência a regras estabelecidas pelo governo federal.

Compartilhe em suas redes sociais

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *