Demissão de contratados no apagar das luzes do governo interino, prejudicou a cidade, afirma Douglas

TIMÓTEO – Uma situação que tem trazido problemas para a Prefeitura  Municipal de Timóteo refere-se aos desligamentos de pessoal contratado nas áreas de Educação, Assistência Social e Obras. O  prefeito Douglas Willkys esclareceu que o Município foi notificado pela Justiça sobre esses desligamentos no dia 11 de junho.

O Município teve o prazo de 30 dias para efetuar esses desligamentos, o que não foi feito durante o período do governo interino. “Nesse meio tempo, quem estava à frente do município não tomou nenhuma iniciativa de fazer um processo seletivo e as demissões acabaram ocorrendo às 17h40 da sexta-feira (13/7),  mesmo dia em que tomamos posse”, relembra Douglas Willkys, acrescentando que essa medida acabou por prejudicar uma série de programas  em andamento no município, sobretudo nas áreas de Assistência Social e Educação, com a  interrupção de programas como Judô, Karatê e Humanizar .

A Secretaria Municipal de Obras foi outra pasta atingida pela medida, o que trouxe prejuízos à prestação de serviços em áreas essenciais, como limpeza pública. Cerca de 800 contratos foram rompidos por determinação da Justiça prejudicando a manutenção de prédios públicos, pavimentação e poda de árvores.

A atual gestão já iniciou a tramitação do processo administrativo para a contratação de uma empresa especializada para realizar um processo seletivo nas áreas prejudicadas. Nas demais, cujos contratos não foram rescindidos, a Administração vai acompanhar o cumprimento dos serviços.

 

Compartilhe em suas redes sociais

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *