BICO SECO: Bairros de Fabriciano sofrem com a falta de água

Fabriciano – O vereador Marcos da Luz (PT) cobrou ontem (terça-23) da Copasa uma solução para o problema da falta de água em algumas áreas da cidade, sobretudo, no bairro Nossa Senhora do Carmo, no setor 1.

Segundo ele, ultimamente tem sido constante o desabastecimento nas partes altas da cidade. Ele disse que recebeu denúncias de consumidores reclamando da falta de água também nos bairros São Domingos, Manoel Maia, Caladão e JK.

No bairro Nossa Senhora do Carmo, a falta de água tem acontecido desde o final do ano passado, principalmente na Rua Compadre Juca. De acordo com a moradora Geralda Maria Souto, uma das que procuraram o vereador, o abastecimento no local costuma acontecer somente de madrugada.

Renata Teixeira, moradora da Rua Seis, também reclama a falta de água no bairro. “Já estamos três dias sem água. A gente liga, só falam que a água vai chegar. Falta compreensão com o povo. Chegamos em casa cansados e não tem água para tomar um banho, para beber. Tem famílias com crianças pequenas e pessoas idosas. Isso é uma afronta com os moradores do morro”, critica.

Direito básico

Vereador Marcos da Luz

O vereador Marcos da Luz salientou que “o abastecimento de água é um direito básico e um bem de consumo essencial, do qual o cidadão não pode prescindir”. “Até entendo a questão da crise hídrica. Inclusive, em 2014 fui autor da lei do consumo consciente e do uso racional da água. Mas a empresa nos deve uma explicação. Pode ser um problema técnico, de bombeamento. Certo é que do jeito que está não pode continuar”, enfatizou.

Sem respostas

Na semana anterior o parlamentar já havia notificado a Copasa quanto ao problema, solicitando informações e pedindo providências. Ele também usou o canal da Ouvidoria reiterando a denúncia junto à concessionária. Até ontem a empresa não havia se manifestado formalmente, nem divulgado nenhum comunicado de falta de água na cidade.

Compartilhe em suas redes sociais

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *