PROJETO AJUDÔU encerra atividades para 500 crianças em Timóteo por falta de convênio com a PMT

TIMÓTEO – No último dia 27 de setembro, ano em que o Projeto Ajudôu completou 22 anos de existência, a comunidade escolar de Timóteo recebeu uma triste notícia. Por falta da assinatura de um convênio prometido desde o início do ano com a Prefeitura de Timóteo, foi decretado o fechamento do projeto esportivo e social mais antigo de Timóteo desenvolvido por uma Associação de Direito Privado.

A decisão da direção da entidade se deu pela falta de apoio da prefeitura, que custeava  50% das despesas do projeto. Essa parceria existia  desde 1995, porém este ano não foi renovada “e a PMT se quer nos deram satisfação”. Com o fechamento, o Ajudôu deixa de atender 500 crianças e adolescentes em várias escolas do município.

“Lembro-me como se fosse ontem, quando entreguei 50 kimonos de judô para as crianças que moravam na Fumic. A felicidade deles nunca saiu da minha cabeça e essa felicidade é a mesma que sempre vi nas mais de 15.000 crianças que passaram no projeto ao longo de 22 anos”, relatou Júlio César, coordenador do Projeto.

A direção da entidade já começou a recolher os tatames nas escolas. Segundo Júlio César, “ao recolhermos os últimos tatames na Escola municipal Clarindo, no bairro Macuco, uma aluna se aproximou e disse: Adeus tatame, eu te amo. Eu e a professora Monaliza saímos de lá chorando… É muito ruim tirar o direito de uma criança, que já estava acostumada com as brincadeiras e as aulas de judô. Imaginem o que estará sentindo as mais de 500 crianças”, narrou o coordenador Júlio César, ressaltando que a diretoria da entidade estará buscando parceiros para que as atividades do projeto possam ser retomadas.

Compartilhe em suas redes sociais

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *