domingo, julho 21, 2024
DestaquesSaúde

Câmara de Timóteo aprova e engaveta requerimento para ouvir secretários sobre fila na saúde

TIMÓTEO – A gravíssima denúncia registrada pelo vereador José Fernando Peixoto na sessão plenária da Câmara Municipal de Timóteo no último dia 6 de junho, envolvendo a falta de marcação de consultas para os médicos especialistas que comparecem aos consultórios, sem a presença de pacientes, por uma absurda falha da Secretaria Municipal de Saúde, continua repercutindo na cidade, mas, ao que parece não teve sequência fora do plenário da Câmara.

A Comissão de Saúde da Casa Legislativa que deveria ter dado sequência ao assunto devido a sua gravidade, conforme sugeriu o médico Dr. José Fernando, preferiu, simplesmente, deixar que o tempo encarregasse do seu esquecimento, mesmo tendo conhecimento de pessoas aguardando a marcação de consultas e exames em uma fila quilométrica. A cidade inteira testemunha que pessoas estão morrendo e aumentando a complicação das enfermidades à espera de um atendimento.

Se a denúncia do vereador José Fernando apontou a Secretaria de Saúde de Timóteo responsável por não está fazendo a marcação das consultas para os médicos especialistas, um suposto crime contra a saúde pública, o silêncio da Comissão de Saúde da Câmara Municipal diante do fato gera questionamentos.

REQUERIMENTO

No dia 11 de setembro do ano passado, foi aprovado na Câmara, o Requerimento 88/2023, de autoria dos vereadores Adriano Costa Alvarenga, Brinnel Tozatti, José Fernando, Luiz Perdigão, Nelinho Ribeiro, Pastora Sônia, Professor Ronaldo, Thiago Torres e Vinícius Bim, objetivando ouvir a Secretaria Municipal de Saúde, Ana Paula, e o ex-Secretário Municipal de Saúde, Eduardo Morais, sobre a situação da fila de espera para marcação de consultas com especialistas e exames na rede.

Próximo de completar um ano da aprovação do requerimento, até a presente data os servidores públicos Ana Paula e Eduardo Morais, não compareceram à Câmara, pelo simples fato de que a Câmara não encaminhou a eles o convite. Ou seja, o expediente foi aprovado, a necessidade da população continua expressiva, mas, conforme informou em nota a Câmara Municipal ao JBN, “não houve designação de data para agendamento da reunião. Sendo assim, não foi encaminhado convite para os representantes do executivo”.

Simples assim: o que poderia estar resolvido desde o ano passado, continua sendo um assunto presente, porque alguém não encaminhou o convite aos atores que comandam a saúde na cidade.

A denúncia do vereador José Fernando jogou um feixe de luz em um problema | fila para exames e consultas | que se arrasta há vários anos na cidade, fato que continuará sendo negligenciado pelas autoridades constituídas. Em Timóteo, não se sabe ao certo o número de pessoas que aguardam na fila para o agendamento de consultas com especialistas.

Compartilhe em suas redes sociais

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *