Mais de 2,5 milhões de mineiras e mineiros ainda não completaram o esquema de vacinação contra a covid

REDAÇÃO – Mais de 2,5 milhões de mineiras e mineiros ainda não completaram o esquema vacinal contra a covid-19 no estado e precisam colocar o cartão de vacinação em dia. O alerta foi feito pelo secretário de Saúde, o médico Fábio Baccheretti, durante a reunião do Comitê Extraordinário Covid-19 realizada nesta quinta-feira (27/1) e presidida pelo governador Romeu Zema.

Conforme Baccheretti, a imunização com duas doses ou dose única, além da dose extra, confere maior proteção contra doença, diminuindo drasticamente as chances de morte e internação.

“A vacina é a principal arma de combate ao coronavírus. Por isso é tão importante que as pessoas procurem um posto para se imunizar. A vacina é segura, eficaz, e hoje temos visto que as internações, principalmente, são de quem não cumpriu todo o ciclo ou está sem nenhuma dose. Óbitos seguem a mesma lógica”, ressaltou o secretário.

O governador Romeu Zema enfatizou que o Estado está fazendo a sua parte.”Estamos chegando a quase 40 milhões de doses enviadas aos municípios mineiros. Mas é preciso que todos tenham consciência e tomem a vacina. Não acreditem em fake news. As vacinas são seguras e altamente testadas e desenvolvidas por cientistas. O maior trunfo contra a pandemia é a vacinação”, afirmou.

Crianças

O secretário também afirmou, durante a reunião do grupo de trabalho e acompanhamento da pandemia, que é preciso aumentar a adesão da vacinação infantil.

“A expectativa é a de que agora em fevereiro toda criança já esteja imunizada com a primeira dose no estado, o que vai gerar uma proteção inicial para os pequenos e pequenas. Reforço que a vacina é confiável e os efeitos colaterais frente aos benefícios são infinitamente menores. Então, mães, pais ou responsáveis contamos com vocês nessa luta”, pediu o secretário.

Índices de covid-19 em MG

Números da doença em Minas apontam que a taxa de incidência disparou nos últimos 14 dias, com aumento de 218% na média do estado, segundo consta no relatório do Comitê Extraordinário.

“Por isso é tão importante manter os cuidados, como o uso de máscaras, higienização das mãos e evitar aglomerações”, destacou Baccheretti.

A média móvel de casos nos últimos sete dias também registrou um crescimento vertiginoso, atingindo 22 mil confirmações em 25 de janeiro.

Imprensa MG

Minas Consciente

Apesar do aumento da incidência, o Comitê votou pela manutenção da onda verde em todas as 14 macrorregiões de saúde mineiras.

O secretário de Saúde justificou a decisão informando que não houve uma pressão generalizada sobre o sistema hospitalar por causa da doença, apesar de em algumas localidades a ocupação de leitos esteja no vermelho, como no caso de Belo Horizonte.

“Foi muito importante Minas ter mantido mais de 2 mil leitos. Assim, garantimos a continuidade da assistência aos pacientes”, informou.

 

 

Compartilhe em suas redes sociais

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *