Município de Timóteo inicia a segunda etapa de vacinação contra a gripe

TIMÓTEO – A Prefeitura de Timóteo, por meio da Secretaria Municipal de Saúde e Qualidade de Vida, iniciou nesta terça-feira, 11 de maio, a segunda etapa da 23ª Campanha Nacional de Vacinação contra a Influenza. Essa fase se estenderá até o dia 8 de junho e é direcionada para idosos com idade igual ou superior a 60 anos e professores. A estratégia de vacinação contra a gripe tem como propósito reduzir internações, complicações e óbitos na população.

Em Timóteo foram disponibilizados nove locais de vacinação, situados nas unidades de saúde dos Bairros Ana Moura, Timotinho, Limoeiro, Macuco, Alegre, João XXII e Distrito de Cachoeira do Vale, que funcionam de 8h às 12h. A sala de vacina unidade de saúde do Bairro Primavera abre de 8h até às 15h e a unidade da Sede, de 9h às 15h30.

A 23ª Campanha de Vacinação contra a gripe teve início no dia 12 de abril e segue até 9 de julho de 2021. Conforme o Plano Nacional, a vacinação está dividida em três fases que contemplarão os grupos definidos pelo Ministério da Saúde. A meta é vacinar pelo menos 90% de cada um dos grupos prioritários.

Na primeira etapa de vacinação contra a gripe em Timóteo foram vacinadas 2.088 crianças com idade entre 6 meses a 5 anos, 11 meses e 29 dias; 598 trabalhadores da Saúde; 245 gestantes; 47 puérperas; e 18 idosos.

As ações de imunização são importantes para a proteção contra a gripe, especialmente nesse período em que as temperaturas são mais baixas, e devem ser mantidas apesar de todos os desafios frente à pandemia por Covid-19. O Município segue o calendário proposto pelo Ministério da Saúde e orienta as pessoas que pertencem a um dos grupos prioritários a procurarem uma unidade de saúde para se vacinar.

O Ministério da Saúde não recomenda que seja feita a aplicação das vacinas contra a Covid-19 e contra a influenza conjuntamente. A pasta orienta que as pessoas que estiverem nos grupos prioritários procurem se vacinar antes contra a Covid-19. Especialistas recomendam pelo menos uma diferença de 14 dias entre uma vacina e a outra. Além de prevenir casos graves de gripe, a imunização também ajuda a reduzir os sintomas que podem ser confundidos com os do coronavírus.

 

Compartilhe em suas redes sociais

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *