Prefeitura Timóteo prepara mais um quarteirão para a cobrança do Faixa Azul

TIMÓTEO – Enquanto os comerciantes que ainda estão com as portas abertas reclamam do desaparecimento dos clientes, sem uma comunicação prévia aos usuários, a Prefeitura de Timóteo demarcou nesta terça-feira (18), mais uma área para a expansão e exploração do Estacionamento Rotativo de Veículos (Faixa Azul), nas proximidades do Terminal Rodoviário de Timóteo, pelo Instituto Maçônico de Projetos Sociais (IMAG).

O Faixa Azul, alvo de contestações devido à maneira pela qual o IMAG opera o sistema na cidade, a cada dia que passa expande a sua área de cobertura para o desespero dos comerciantes, que de braços cruzados observam a  clientela migrar para o shopping em Ipatinga ou para o comercio da vizinha cidade de Coronel Fabriciano.

A conivência do poder público tem sido a mola mestre para que o Faixa Azul continue fazendo o que bem interessa no centro e nas ruas adjacentes. Em Fabriciano, a cobrança do estacionamento além de respeitar uma tolerância de 10 minutos sem a compra de talão, o sistema de aplicativo se mostra atual, eficaz e respeitoso, ao contrario de Timóteo, que mantém a tolerância de 10 minutos, somente com a compra de talão. Outro agravante denunciado pelo JBN é o talão perecível, ou seja, o talão adquirido no ano anterior  não tem validade.

NOTA DA PREFEITURA

Em nota, a Prefeitura Municipal de Timóteo informou que iniciou a readequação do uso “das vagas de estacionamento na área interna do Terminal Rodoviário do Município para embarque e desembarque”.

Segundo a Prefeitura, a medida visa atender aos usuários que não precisarão mais pagar a taxa de estacionamento rotativo. Ao todo, são onze vagas que serão liberadas ao público.

Em contrapartida, parte da rua 8 de Novembro  passará a contar com estacionamento rotativo, cuja gestão está sob a responsabilidade do Instituto Maçônico de Projetos Sociais (Imag).

A Prefeitura de Timóteo informa ainda que as medidas fazem parte de um programa de revitalização da rodoviária e contará ainda com outras iniciativas.

OPINIÃO

Ao invés da Prefeitura entrar no assunto para regularizar a questão e defender o interesse do coletivo, prepara com material e mão de obra do município, a liberação de mais e mais quarteirões para a administração do Faixa Azul cobrar estacionamento dos munícipes que já pagam uma carga excessiva de impostos, mesmo tendo conhecimento de todas as irregularidades, reclamações e deficiência do serviço. Eu sugiro ao prefeito Douglas Willkys, já que a cidade está loteada para a cobrança do Faixa Azul, que demarque também os estacionamentos no entorno da Prefeitura e Câmara Municipal. As vezes assim, providências sejam tomadas pela Administração e pelos 15 vereadores eleitos, que prometeram defender tão somente o interesse da população. Pronto Falei!!!

 

 

Compartilhe em suas redes sociais

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *