domingo, julho 21, 2024
CidadesDestaques

Encontro entre Prefeitura de Ipatinga, Usiminas e PM aponta para humanização do trânsito na cidade

IPATINGA – Representantes da Secretaria de Serviços Urbanos e Meio Ambiente (Sesuma), Secretaria de Segurança e Convivência Cidadã (Sescon), Usiminas e Polícia Militar se reuniram na tarde desta terça-feira (13), na Prefeitura de Ipatinga, para discutir medidas saneadoras quanto aos pontos críticos do trânsito na cidade. Vários locais estão sendo impactados sobretudo pelo aumento na frota circulante de veículos, com agravamento do problema em horários de pico. O fenômeno ocorre também em função de um grande contingente extra de trabalhadores que aportou no município para trabalhar nas obras de reforma do Alto-forno 3 da siderúrgica, com previsão de duração de 110 dias.

A diretora do Detra – Departamento de Transporte e Trânsito, Graziella Pires, adiantou que um diagnóstico vem sendo desenvolvido pela repartição no sentido de promover ações efetivas de segurança viária. “Estamos trabalhando em várias frentes, atuando na revitalização da sinalização horizontal e vertical, instalando redutores de velocidade em locais estratégicos, promovendo campanhas de fiscalização e conscientização dos nossos alunos e de motoristas”, citou.

De acordo com a Prefeitura, a intenção é avaliar e implementar novas providências para melhor ordenação do tráfego, com o objetivo de evitar acidentes, bem como intensificar a gestão e fiscalização dos veículos e pedestres em vias essenciais e consideradas problemas, onde o fluxo desordenado impacta ne­gativamente no dia a dia dos munícipes.

AÇÕES CONECTADAS

Para o coordenador de Relações Institucionais e com Comunidades da Usiminas, Paulo Assis, que participou da reunião acompanhado da equipe de Recursos Humanos da companhia, é importante que as ações ocorram de forma conectada entre o poder público, as autoridades de segurança e instituições de maior porte, levando em conta também as demais cidades no entorno do município. “O trabalho em sinergia com a Polícia Militar e indústrias importantes que são responsáveis por quase 60% do movimento do setor econômico renderá com certeza resultados positivos, assim como campanhas efetivas de conscientização em torno da temática”, enfatizou.

Compartilhe em suas redes sociais

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *