sexta-feira, março 1, 2024
CidadesDestaques

Após sete anos, o que aconteceu com o Projeto Fundo de Vales anunciado em Timóteo?

O aumento da calha do córrego preocupa os moradores – Foto PCReis/JBN

TIMÓTEO – Em 2015, ainda no governo do então prefeito Keisson Drumond (PT), a Prefeitura de Timóteo e a Caixa Econômica Federal realizaram uma solenidade para assinatura de contrato para elaboração do Projeto Executivo de Fundo de Vales. O contrato assinado frente às autoridades, secretários, vereadores e comunidade tinha como objetivo a elaboração dos projetos de engenharia para Drenagem Urbana Sustentável no município de Timóteo.

Sete anos se passaram da assinatura do contrato, primeira etapa do projeto que compreenderia a execução de um parque linear com a instalação de paisagismo, ciclovias, equipamentos de ginástica e construção de novas vias ao longo do córrego de Timotinho, e nada de concreto aconteceu e a população que presenciou o estardalhaço do anúncio do projeto continua sem uma satisfação do poder público. O investimento anunciado na ocasião era de R$ 1.584.915,28 proveniente de recursos do Orçamento Geral da União, através do Ministério das Cidades.

Atualmente o que se vê as margens do Córrego Timotinho, é o aumento da sua calha  através de desmoronamentos, e a visível aproximação de propriedades particulares.

O Projeto Fundo de Vales prevê:

✅ Quadra de futebol com grama sintética;
✅ Playground;
✅ Pista de Skate;
✅ Mobiliário urbano;
✅ Construção de passeios acessíveis; uma malha viária;
✅ Paisagismo;
✅ Sistema de drenagem;
✅ Pórtico junto ao acesso principal para identificação e sinalização.

Compartilhe em suas redes sociais

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *