sábado, março 2, 2024
CidadesCultura e EntretenimentoDestaques

No retorno da Festa de Benedito em Aparecida (SP), Moçambique de Timóteo fez bonito

Fotos PCReis/JBN

APARECIDA DO NORTE – Após dois anos, a cidade de Aparecida (SP) volta a realizar a tradicional Festa de São Benedito, com o tema “São Benedito, o santo da fé, da esperança e da caridade!”. O  Instituto Cultural Religioso Reino do Rosário / Guarda de Moçambique de Timóteo representou o Vale do Aço e o Leste de Minas nos festejos.

O ponto alto da festa neste sábado e domingo, reuniu manifestações culturais e folclóricas, com a apresentação de congadas, moçambiques, cavalaria, marujadas e cortes |  cerca de 300 guardas de todo o Brasil participaram.

Neste ano, o evento teve início no domingo de Páscoa (17), com a abertura da Novena na praça Dr. Benedito Meirelles, no centro da cidade, e se encerra nesta segunda-feira (25), dia da celebração do Santo Glorioso em Aparecida.

Instituto Cultural Religioso Reino do Rosário / Guarda de Moçambique de Timóteo é sempre um destaque nos festejos devido a sua organização, número de integrantes  e cantoria. Fotos PCReis/JBN

O Mestre Luis Fabiano dos Santos, do Instituto Cultural Religioso Reino do Rosário / Guarda de Moçambique de Timóteo,  explica sobre a importância do Santo para a nossa fé:

A devoção é porque ter um Santo que era analfabeto, pobre e negro, isso aproxima o povo da Igreja. É fácil ver no altar um Santo que tem a cara da nossa gente, a identificação é imediata. Benedito era reverenciado pelos libertos e mais pobres da sociedade. São Benedito é o Santo da simplicidade, do desabafo de coração para superar suas dificuldades do dia a dia.”

Instituto Cultural Religioso Reino do Rosário / Guarda de Moçambique de Timóteo – Fotos PCReis/JBN

Luiz Fabiano contou ainda que os moçambiques dramatizam a luta entre mouros e cristãos, além das congadas, marujadas e cortes, que vêm para Aparecida dançar para São Benedito. E também os doces, pois o devoto não vê apenas uma guloseima, mas um alimento da fé. Além disso, temos a procissão com o mastro, onde na ponta temos a bandeira com a imagem e a coroa do Santo. A população anda pelas ruas com esse tronco e deixa seus pedidos e orações”, concluiu o Mestre

Em Aparecida, a festa deste ano foi conduzida pelos reis Roderson Siqueira Mascarini Junior e Regina Aparecida dos Santos, que lideraram 35 comissões que somam 600 voluntários que trabalharam na organização da Festa.

Compartilhe em suas redes sociais

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *