sexta-feira, março 1, 2024
CidadesDestaques

Eleições no SINSEP: Entrevista com a candidata da Chapa 2, Maria Ângela Firmino

– Este ano, a eleição para a diretoria do Sindicato dos Servidores  Públicos Municipais de Timóteo – SINSEP  contará com duas chapas. Denominada de Renovação, a Chapa 2 é formada por 26 membros, de  diferentes carreiras e vários setores, tendo à frente a analista de sistemas  Maria Ângela Luz Firmino, a Mariângela, servidora concursada há 15 anos e a enfermeira Eunice Silveira, concursada há 22 anos.

A candidata à presidência afirma que seu grupo tem como meta promover uma renovação da gestão do SINSEP, fortalecendo a luta sindical com a ampliação da participação da categoria nas decisões da entidade.

Entrevista

JBN – A Chapa  Renovação é oposição. Contra o que vocês se opõem?

Mariângela – Esta é uma Chapa a favor dos servidores, composta por  servidores que se colocam à disposição de lutar pelos direitos da categoria, incluindo melhorias salariais, de ambiente de trabalho e de formação sindical. Como nosso nome diz, esta é uma Chapa de renovação, que pretende  avançar na política sindical.

Nós últimos anos, a eleição ocorreu com Chapa Única. Nossa inscrição na eleição demonstra o desejo de mudança sentido em grande parte da categoria e a necessidade de avanços na instituição, ampliando e democratizando a participação dos servidores.

JBN –  Quais os principais projetos da Chapa 2 para os servidores?

Mariângela – Entre as propostas da Chapa Renovação, destacamos:

  • Acompanhar e participar ativamente e com ampla divulgação para os servidores da unificação do Estatuto e criação do Plano de Cargos e Carreira.
  • Providenciar meios, seja pelo site ou redes sociais, para uma prestação de contas com maior transparência.
  • Criar cronograma de visitas aos postos de trabalho.
  • Campanha para filiação de novos servidores.
  • Ouvidoria para registros de assédio moral, precarização do local de trabalho.

JBN – Como será o relacionamento com o Executivo?

Mariângela – O diálogo é sempre o melhor caminho, mas a Chapa Renovação tem compromisso e a coragem de lutar pelos direitos dos servidores.  Assim como é cobrado do servidor a prestação adequada dos serviços, precisamos cobrar da administração, de forma harmoniosa, mas não submissa, que seja dada condições para que tais trabalhos sejam realizados.  A Chapa Renovação exigirá a valorização do servidor e que nossos direitos permaneçam e sejam respeitados. Como se diz em um conhecido jargão de luta: NEM UM DIREITO A MENOS.

JBN  A chapa renovação espera ter na Câmara Municipal uma aliada a favor dos servidores?

Mariângela – Acredito que quando explanarmos aos vereadores o motivo de nossa luta,  mostrarmos a eles que quando reivindicamos estamos em busca estritamente dos nossos direitos (não buscamos vantagens ou regalias), acredito que teremos sim, o apoio de todos aqueles que trabalham com seriedade.

JBN – Hoje, os sindicatos tem adotado uma postura gerencial. Qual intenção da chapa renovação?

Mariângela – Sindicato não é empresa, mas é uma instituição que tem o dever de promover a boa gestão, usando as técnicas gerenciais,  administrativas e orçamentárias para manter a casa em ordem, principalmente as finanças. Mas nosso trabalho, sempre terá como metas o fortalecimento institucional e  as conquistas trabalhistas e sociais  para os servidores e suas famílias. O sindicato deve ser porta aberta para o servidor, um local onde o servidor vai buscar orientação qualificada, vai levar suas queixas e problemas relacionados ao ambiente de trabalho com a certeza que serão ouvidos e seus problemas serão avaliados e as denúncias apuradas dando o retorno às solicitações apresentadas.

JBN – Como ampliar a participação dos servidores?

Mariângela – O servidor é a razão da existência do sindicato. Quem é dono do sindicato é o servidor filiado. E a força do nosso sindicato depende de cada um de nós. Vamos mobilizar a categoria para se associarem, se tornarem efetivamente donos da nossa instituição e fortalecerem a nossa luta. Vamos dar voz ao servidor e vamos dar ouvidos a essas vozes.

Compartilhe em suas redes sociais

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *