Prefeito de Timóteo decreta situação de emergência no município

Timóteo – O prefeito de Timóteo Douglas Willkys decretou neste domingo situação de emergência em função da intensa chuva que caiu no município desde a última sexta-feira, provocando inundações, alagamentos, deslizamentos de terra e desmoronamento de casas.

O decreto nº 5248, de 26 de janeiro, relata que as prolongadas precipitações ocorridas nos dias 24 e 25 deste mês com a forte incidência nas bacias do Rio Piracicaba, causaram alagamentos de casas e equipamentos públicos no distrito de Cachoeira do Vale e nos bairros Santa Rita e Nova Esperança, bem como deslizamentos de encostas em todas as regionais, abalos nas estruturas de imóveis desalojando e desabrigando centenas de moradores que, até o fim da tarde deste domingo, permaneciam sem o fornecimento de água e de energia elétrica.

O documento descreve ainda que escolas, praças e demais equipamentos comunitários das áreas mencionadas também foram afetadas pela cheia, assim como a queda de árvores, barreiras e buracos têm prejudicado a livre circulação da população.

Segundo constataram os técnicos da Defesa Civil, os danos materiais à cidade são enormes e afetam diretamente centenas de pessoas que foram obrigadas a deixar suas casas e estão abrigadas nas Escolas Municipal Joaquim Ferreira, no bairro São José, e Estadual João Cotta, no distrito de Cachoeira do Vale e igrejas.

“Neste momento é importante o apoio de todas as esferas de poder para recuperar o mais breve possível o que foi danificado pela chuva e voltar à normalidade”, disse o prefeito Douglas Willkys.

A situação de emergência é uma formalidade jurídica necessária para justificar os gastos extraordinários e contratações emergenciais pelo poder público, bem como para solicitar o apoio formal do Estado e da União para o repasse de recursos e entrega de kits de ajuda humanitária.

Compartilhe em suas redes sociais

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *