Força-tarefa Previncêndio inicia trabalho para prevenção e combate a incêndios

Redação – Minas Gerais já deu início às ações de prevenção e combate aos incêndios florestais nas unidades de conservação (UCs) do Estado. Na última quinta-feira (16/7) foi realizada a 1ª reunião da Força-Tarefa Previncêndio (FTP), que reúne órgãos de Governo no atendimento e prevenção do fogo nas UCs estaduais, especialmente no período crítico para a ocorrência de incêndios, que vai de julho a outubro. Diversas ações de prevenção já estão sendo realizadas. Para reforçar o trabalho de combate do fogo, estão sendo contratados 265 brigadistas voluntários, que ficarão disponíveis por um período de 100 dias nas unidades gerenciadas pelo IEF.  O Estado também contará com o contrato de aviões air-trator para lançamento de água. As ações da FTP são feitas a partir dos centros operacionais em Belo Horizonte, Curvelo e Januária.

A Força-tarefa reúne, além do IEF, a Secretaria de Estado de Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável (Semad), o Instituto Brasileiro de Recursos Naturais Renováveis (Ibama), o Instituto Chico Mendes de Proteção da Natureza (ICMBio), as Polícias Civil e Militar de Minas Gerais, o Corpo de Bombeiros Militar e a Coordenadoria Estadual de Defesa Civil (Cedec).

Na abertura a 1ª reunião, o diretor-geral do IEF, Antônio Malard, disse que o ano de 2020 promete resultados ainda melhores que os de 2019, na comparação com os dados da média histórica de incêndios florestais. “O empenho e a dedicação do IEF e dos parceiros foi enorme em 2019, o que permitiu a minimização dos prejuízos sobre a vegetação”, observou.

Ele lembrou também da publicação do Decreto Estadual 47.919/2020 que regulamenta o manejo do fogo para fins de prevenção ou de combate a incêndio florestal nas unidades de conservação estaduais e a contratação de brigadistas que ficarão para os meses mais críticos do ano. Ele também destacou que, neste ano, recursos da compensação minerária permitirão aporte na compra de equipamentos. “As condições climáticas têm sido favoráveis e dão um prognóstico otimista”, ressaltou.

O gerente de Prevenção e Combate a Incêndios Florestais do IEF, Rodrigo Bueno Belo, apresentou a minuta do Decreto que dará novo formato à Força-Tarefa Previncêndio (FTP). “O texto vem sendo discutido com os parceiros e prevê a inclusão de novos participantes, que serão convidadas”, explicou. Ele também explicou os detalhes da Força-Tarefa e o trabalho de prevenção e combate a incêndios em Minas Gerais em 2020. Ele observou que este ano serão contratados 265 brigadistas, que ficarão disponíveis por um período de 100 dias nas unidades de conservação estaduais. “A seleção está em sua fase final e houve 2,5 mil inscrições”, afirmou. O gerente também observou que serão contratados até oito aviões air-tractor para lançamento de água.

O delegado chefe da Coordenação Aerotática da Polícia Civil de Minas Gerais, Felipe Forjaz, explicou que o trabalho também tem o apoio das aeronaves da Polícia Civil que disponibiliza dois helicópteros B2 e três aeronaves de que podem ser utilizadas no monitoramento. Também estão disponíveis 74 drones e outros nove estão sendo adquiridos e poderão ser usados no mapeamento e combate.

O delegado Eduardo Vieira, do Departamento Estadual de Meio Ambiente da Polícia Civil, observou que as investigações sobre os incêndios que possam ser criminosos seguem um protocolo que, inicialmente, foi criado para que as informações sobre os incêndios cheguem às delegacias corretamente. “A atuação é imediata e a mais rápida possível para descobrir os responsáveis, já que grande parte dos incêndios tem origem criminosa”, afirmou.

O major Eduardo Lopes, superintendente de Gestão de Desastres da Defesa Civil (CEDEC) ratificou o compromisso para as ações da Força-Tarefa. Ele colocou a instituição à disposição e lembrou que existe um plantão disponível 24 horas para atendimento às emergências.

Compartilhe em suas redes sociais

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *