PMI publica licitação para pacote de obras de saneamento básico

Ipatinga -A Administração de Ipatinga publicou no Diário Oficial, nesta quinta-feira (21), o edital de licitação para a contratação de empresa especializada que deverá executar importantes obras de saneamento básico no município, há anos reclamadas pela comunidade. Inicialmente, os serviços serão realizados nos bairros Vila Celeste, Chácaras Madalena e Horto, trazendo soluções para problemas históricos. Somente nesses núcleos habitacionais serão investidos mais de R$ 7,5 milhões de um total de R$ 18 milhões da verba global, que ainda beneficiará outros sete bairros da cidade.

O recurso foi captado junto à Fundação Renova, referindo-se à compensação por danos provocados em cidades da bacia hidrográfica do Rio Doce em decorrência do acidente ambiental ocorrido em Mariana, em novembro de 2015.

O prefeito Nardyello Rocha salientou a qualidade do trabalho das equipes técnicas do governo, que possibilitou que Ipatinga seja a primeira cidade da região pertencente à bacia a conseguir elaborar um projeto exeqüível para utilização dos recursos da Renova.

“Desde o início do governo, temos trabalhado incansavelmente para viabilizar essas obras, que são de grande relevância para os moradores dos bairros que serão contemplados. O dinheiro já estava em caixa e a dificuldade foi grande para elaborar um projeto que atendesse a todas as exigências feitas pela Renova. Mas graças a Deus atingimos o objetivo e, assim, precisamos reconhecer também o mérito de nossos servidores”, pontuou o chefe do Executivo.

A abertura dos envelopes com as propostas das empresas participantes do processo licitatório está prevista para o dia 26 de dezembro.

Obras

As obras compreendem a construção de redes coletoras de esgoto, interceptores e estações elevatórias.

Em relação ao bairro Horto, a diretora do Departamento de Meio Ambiente da Secretaria de Serviços Urbanos e Meio Ambiente (Sesuma), Núbia Laís Fernandes, explica que há anos os moradores e comerciantes são assolados por um problema crônico causado pelo lançamento do esgoto junto à rede de escoamento pluvial. “Os impactos ambientais e na qualidade de vida da população são grandes. Isso porque, além de conviver diariamente com o mau-cheiro exalado pelas bocas de lobo, proveniente do esgoto doméstico, em períodos chuvosos há também o transbordamento de todo o efluente coletado”, detalhou.

“Diante dessa situação – como explica o prefeito –, se fez necessária a troca de toda a rede, porque o bairro cresceu muito, principalmente no que diz respeito às construções verticais. É óbvio que isso trouxe diversos problemas sanitários”, observou.

No local, a Prefeitura de Ipatinga irá investir mais de R$ 2 milhões na instalação de rede coletora de esgoto. Serão atendidas as ruas Jacarandá, Jequitibá, Ficus, Eucaliptos, Cedro, Caviúna e Palmeiras, além da avenida Castelo Branco. Entre as ruas Jequitibá e Palmeiras haverá uma Estação Elevatória para receber e bombear o esgotamento sanitário até a ETE – Estação de Tratamento de Esgoto – do Amaro Lanari.

Apesar da gravidade do problema no Horto, é nos bairros Vila Celeste e Chácaras Madalena onde será investida a maior parte do recurso, cerca de R$ 5 milhões. Em ruas onde há registros de problemas históricos de lançamento de esgoto diretamente no ribeirão Ipanema, como Pelicano, Tucanuçu, Sensitiva e Sálvia, a construção de interceptores possibilitará a solução para o dano ambiental.

“Infelizmente, esse lançamento de esgoto em diversos trechos do ribeirão Ipanema perdura há anos, mas agora vamos colocar um fim nisso. Mais de R$ 4,5 milhões serão investidos em uma estrutura de gabião para conter os processos erosivos e proteger a rede de interceptores que será feita. Essa é uma obra esperada por muito tempo pela comunidade da região da Vila Celeste e por isso sinto-me privilegiado de poder viabilizá-la em nosso governo”, concluiu Nardyello.

Outras obras importantes

Também já está em fase de licitação a segunda parte do projeto de saneamento básico, que contemplará outros sete bairros da cidade. Limoeiro, Forquilha, Nova Esperança, Barra Alegre, Bom Jardim, Caravelas e Granjas Vagalume receberão investimentos na ordem de R$ 10,5 milhões.

Na avenida Maanaim será necessária a realização do remanejamento do interceptor de esgoto. Já nos bairros Granjas Vagalume, no córrego entre a rua Tambaqui e a avenida José Raimundo, e no Limoeiro, no córrego Barro Branco, trecho entre as ruas Tangerina e Maracujá, as obras consistem em construção de interceptores e contenção das margens.

Compartilhe em suas redes sociais

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *