Presidente da Câmara de Timóteo assina contrato com banca examinadora de concurso

Timóteo – Após o Ministério Público de Minas Gerais barrar o Processo Seletivo sem aplicação de provas (análise curricular) na Câmara de Timóteo, no último mês de maio, o presidente da Casa Legislativa, vereador Professor Diogo Siqueira, esteve na manhã desta terça-feira (27), na sede da Fundação de Desenvolvimento de Pesquisa (FUNDEP), em Belo Horizonte, para assinatura do contrato com a instituição, responsável pelo gerenciamento do concurso público, que será realizado ainda este ano pelo Legislativo Timotense.

O professor Diogo Siqueira destacou que todo o processo de realização do concurso é fruto de muito trabalho e é um importante marco da atual Mesa Diretora da Câmara. “Após uma longa trajetória, hoje nós coroamos todo o trabalho com a assinatura do contrato”, comemorou. O próximo passo é a elaboração do edital, que será feito em conjunto pela Fundep e comissão da Câmara.

Após sua elaboração, o edital será submetido à análise do Tribunal de Contas do Estado de Minas Gerais (TCE/MG). O TCE verifica se há algum indício de irregularidade, e, caso não exista, o edital é aprovado. “Dada a qualidade do trabalho tanto da comissão de concurso da Câmara, quanto da Fundep, que é ligada à UFMG, estamos muito confiantes que o edital será aprovado o mais rápido possível pelo TCE”, pontuou.

ENTENDA O CASO

Após o Ministério Público de Minas Gerais oficializar a Câmara de Vereadores de Timóteo, no dia 22 de maio – recomendação nº01/2019, visando a apuração da regularidade do Processo Seletivo 2019, o Presidente da Câmara, Professor Diogo Siqueira, se viu obrigado a cancelar as contratações iniciadas por processo seletivo sem provas (Análise de Curriculum) . O certame pretendia contratar 14 servidores para completar o quadro funcional da instituição.
O Jornal Bairros Net adiantou com exclusividade, na mesma semana,  que MP poderia suspender o processo devido a constatação de vícios no edital. A contratação de servidores públicos sem a aplicação de provas vem sendo questionado no MP conforme decisões anteriores na própria cidade. Vários cargos mencionados no edital foram criados na legislatura anterior para preenchimento exclusivo por meio de concurso público.

CARGOS E REMUNERAÇÃO QUE SERIAM PREENCHIDOS :
– 02 Motoristas – R$ 1.762,36; 01 Copeiro – R$ 988,00; 06 Agentes Administrativo – R$ 1.129,00; 02 Porteiros – R$ 988,00; 01 Técnico em Contabilidade – R$ 1.762,16; 01 Analista de Recursos Humanos – R$ 3.029,05; 01 Assistente de Analista de Recursos Humanos – R$ 1.519,31.

Compartilhe em suas redes sociais

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *