Internações por motivos respiratórios em Ipatinga estão abaixo da média nacional, esclarece a Prefeitura

Ipatinga – As internações de moradores da cidade de Ipatinga por doenças respiratórias na rede do Sistema Único de Saúde (SUS) ficaram abaixo da média nacional, no ano passado. Em 2018, o Hospital Municipal de Ipatinga, as Unidades de Pronto Atendimento (UPA) e o Hospital Márcio Cunha (atendimentos SUS) registraram, juntos, 1.318 internações, uma média de 505 casos para cada 100 mil habitantes. No País, a média, no mesmo período, foi de 565 internações para cada 100 mil habitantes.

Os números, extraídos do DataSus, órgão do Ministério da Saúde, foram divulgados pela Secretaria Municipal de Saúde de Ipatinga na última sexta-feira, dia 11/10, após a repercussão de reportagens afirmando que a média de internações por doenças respiratórias no município seria cinco vezes acima da nacional.

“É equivocada a informação tornada pública de que o número de internações referente à população de Ipatinga, por problemas respiratórios, seria cinco vezes à média nacional”, diz a nota. Ainda segundo o documento, o equívoco ocorreu porque os veículos de imprensa divulgaram dados envolvendo diversos municípios, o que altera a média atribuída à Ipatinga.

“Os dados inicialmente fornecidos pela Secretaria Municipal de Saúde, conforme solicitado pelos veículos, referem-se às internações da rede pública da cidade, por problemas respiratórios, considerando toda a demanda da macrorregião e não apenas moradores de Ipatinga”, esclarece a Prefeitura. Na cidade, além da população local, são atendidos pacientes outros 34 municípios inseridos na macrorregião de saúde, num total de cerca de 800 mil pessoas.

Compartilhe em suas redes sociais

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *