segunda-feira, fevereiro 26, 2024
DestaquesSaúde

Hospital Nossa Senhora Auxiliadora de Caratinga, reabriu as portas na última segunda-feira

CARATINGA – A Superintendência Regional de Saúde (SRS) de Coronel Fabriciano, informa que o Hospital Nossa Senhora Auxiliadora (HNSA), em Caratinga, reabriu nesta segunda-feira, dia 22 de julho. Os atendimentos serão reiniciados de forma gradativa: atendimento de porta de entrada para urgência e emergência, clínica médica, cirúrgica e obstetrícia.

O Superintendente Regional de Saúde, Ernany de Oliveira Duque Júnior, ressalta que a reabertura do HNSA é fundamental para a assistência à população da região de saúde de Caratinga e a sua reabertura proporcionará uma ampliação significativa nos atendimentos.

Segundo Ernany, desde o fechamento do hospital, em 15 de março deste ano, o CASU e a UPA de Caratinga, desenvolveram um papel de destaque, visto que todo o fluxo do hospital foi direcionando para estas unidades. “De acordo com o plano de contingência proposto para a região, durante o fechamento do HNSA, o CASU atuou como retaguarda do UPA e absorveu grande parte das demandas da região de saúde de acordo com sua complexidade, contribuindo de forma substancial para que não houvesse desassistência à população, cumprindo assim as metas estipuladas”, explicou.

Com a reabertura do HNSA, o CASU permanecerá atendendo pelo SUS da seguinte forma:

  1. I) Porta aberta em atendimento a gestantes classificadas como risco habitual;
  2. II) Internação de pediatria via SUS Fácil com entrada pela UPA Caratinga;

III) Internação de UTI adulto via SUS Fácil com entrada pela UPA Caratinga.

Reiteramos que o Estado não irá medir esforços para cumprir seus compromissos e melhorar os atendimentos na área hospitalar da região, e que a expectativa é que essa reabertura do HNSA seja definitiva, entendendo que hoje o hospital conta com uma boa gestão hospitalar.

Entenda o caso

O Hospital Nossa Senhora Auxiliadora já havia ameaçado parar o atendimento por falta de recursos em 2016. Na época, o Ministério Público foi comunicado pela administração da unidade sobre os problemas enfrentados.

Em 2017, o MP determinou intervenção no hospital, após o atendimento de atenção básica ser interrompido na unidade. Em agosto do mesmo ano, o Hospital Nossa Senhora Auxiliadora foi fechado para qualquer tipo de atendimento. Nos últimos meses e durante o ano de 2018, a unidade retomou alguns atendimentos, como clínica médica e maternidade, mas seguia em busca de uma solução para melhorar o fluxo financeiro.

Em março deste ano, o hospital anunciou por meio da provedora que iria suspender os atendimentos. Durante o tempo de suspensão a unidade não recebeu nem pacientes em casos de urgência e emergência.

Compartilhe em suas redes sociais

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *