Câmara de Fabriciano aprova “Moção de Repúdio” contra a Reforma da Previdência

Fabriciano (Foto PCReis) – Em atendimento à correspondência do Sind-UTE, os vereadores de Coronel Fabriciano aprovaram, em reunião ordinária nesta semana (terça-27), “Moção de Repúdio” contra a Reforma da Previdência (PEC 06/2019), de iniciativa do vereador Marcos da Luz (PT), por meio do Requerimento nº 138/2019.

A manifestação será enviada ao Governo Federal e à Presidência do Senado, contrária à proposta que altera constitucionalmente a Seguridade Social no país, “com enormes prejuízos e retirada de direitos historicamente conquistados a duras penas pela classe trabalhadora, após a reabertura democrática no Brasil”, enfatiza o autor.

Segundo ele, “nossa manifestação decorre da constatação de que a Reforma Previdenciária aprofunda a desigualdade social, diminuindo a renda dos mais necessitados, que contribuíram ao longo de toda a sua vida e que, agora, veem pairar sobre a si a fria visão do mercado financeiro”.

Para Marcos da Luz, “nunca, na história da humanidade, as condições materiais e tecnológicas para produzirmos um mundo em que todos tenham dignidade foram tão favoráveis. Temos terras, recursos naturais, mão de obra e capacidade técnica para suprir todas as necessidades materiais e culturais do nosso povo. E é justamente neste momento, em que tanto se ganha para poucos – em detrimento de muitos –, que se pretende romper o pacto geracional, abandonando à própria sorte os que trabalharam durante toda uma vida. Uma sociedade que não consegue garantir dignas condições de vida para seus idosos é uma sociedade adoecida”.

De acordo com o parlamentar, o Requerimento aprovado pela Câmara Municipal reforça a indignação do Sind-UTE, “encarecendo aos Senadores da República que não aprovem a malfadada PEC 06/2019, atendendo o apelo da classe trabalhadora em educação, que vive, vota e luta em suas regiões eleitorais”.

Compartilhe em suas redes sociais

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *