Às vésperas da eleição Mirim, servidores da Câmara de Ipatinga passam por treinamento

Ipatinga – Os servidores da Câmara Municipal de Ipatinga que participarão como mesários na Eleição Mirim do dia 3 de outubro passaram por treinamento na tarde desta sexta-feira (27). O treinamento foi dado por técnicos da Justiça Eleitoral juntamente servidores da Câmara de Ipatinga responsáveis pela organização do pleito.

A eleição contará com a participação de 12 mil alunos, de 41 escolas particulares e públicas do município, superando a edição anterior, em 2017, que contou com 37 escolas.

Durante o treinamento, Luiza Maria de Sá, responsável pelo Cartório da 348ª Zona Eleitoral, explicou o funcionamento da urna eletrônica, que será a mesma utilizada em uma eleição oficial. As urnas foram cedidas pela Justiça Eleitoral, que firmou parceria com a Câmara para as Eleições Mirins deste ano. Na eleição anterior, foram utilizados tabletes com programa desenvolvido pela equipe técnica de Informática da Câmara.

“Neste ano, os alunos terão a mesma experiência de um adulto em uma eleição para presidente ou para prefeito. As urnas eletrônicas são as mesmas de uma eleição normal, o que aumentará o engajamento da garotada. Para termos essas urnas eletrônicas, foi fundamental a parceria com a Justiça Eleitoral, que carinhosamente cedeu esses equipamentos, com todo apoio do corpo técnico do órgão”, disse o vereador Jadson Heleno, presidente da Câmara Municipal de Ipatinga.

A chefe do Cartório Eleitoral apresentou os procedimentos que têm que ser tomados ao utilizar o equipamento, desde o momento inicial até o fechamento da votação. Uma equipe de apoio estará de plantão caso haja algum tipo de problema, como a substituição de uma urna eletrônica.

“Todo o treinamento dado aos servidores da Câmara segue a mesma lógica de um treinamento de mesários de uma eleição oficial. A diferença que neste caso não haverá fiscais, responsáveis pela lisura de um pleito oficial”, disse Luiza de Sá.

A votação iniciará às 8h, com fechamento previsto para as 17h. Algumas escolas participarão em apenas um período, como é o caso da Escola Estadual João XXIII, no bairro Iguaçu, que funcionará apenas no turno vespertino.

Natália de Souza, uma das servidoras da Câmara responsável pela organização da eleição, explica que toda a organização se iniciou há sete meses. “Tivemos que firmar termo de adesão com todas as escolas participantes, o registro da candidatura dos alunos interessados, a verificação dos locais de votação, como também o cadastro de todos os eleitores”, disse ela.

E de acordo com Maria Aparecida, também uma das servidoras responsáveis pela organização, todos os setores da Câmara foram mobilizados. “Teremos um número recorde de servidores envolvidos. Hoje tivemos a oportunidade de dar as últimas orientações para que tudo ocorra bem durante a votação”.

Carla Priscila é uma das servidoras da Câmara que se dispôs a ajudar como mesária. Segundo ela, a experiência é gratificante. “Achei ótimo o treinamento, a participação da palestrante. Como nunca fui mesária numa eleição oficial, não tinha conhecimento de como funcionava uma urna eletrônica”.

Compartilhe em suas redes sociais

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *